Entrevista por Competência: O que é e como estruturar?

Tempo de leitura: 6 minutos

Para garantir boas contratações, muitos profissionais de Recursos Humanos investem na entrevista por competência para avaliar melhor os candidatos e escolher o que mais se encaixa com as necessidades da empresa.

Desse modo, as competências técnicas e comportamentais são analisadas, o que permite uma avaliação mais certeira e, consequentemente, um melhor contrato. Além disso, os resultados da organização também são impactados, já que os colaboradores são mais capacitados.

Quer saber mais sobre a entrevista por competência e como estruturá-la no processo seletivo da sua empresa? Continue a leitura e confira!

O que é a entrevista por competência?

As competências são características que temos, por exemplo, habilidades, conhecimento e atitudes. Como cada cargo exige competências diferentes para ser executado com excelência pelo colaborador, a equipe de RH deve considerá-las ao realizar uma contratação. 

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

Assim, em uma entrevista por competência, é comum que o profissional responsável pelo recrutamento questione o candidato sobre situações passadas. O objetivo é entender como aquela pessoa age em determinados casos, como a superação de um desafio ou vencer uma meta.

O método vem sendo bastante usado nas seleções, mas para que realmente seja eficaz, é necessário estruturar a entrevista, focando apenas nas competências buscadas naquele momento pela organização.

Além disso, a técnica não é nova: empresas maiores já a utilizam há anos e, cada vez mais, as menores vêm reproduzindo isso em seus processos seletivos. Em geral, é uma entrevista simples, em que o candidato relata como se comportou em certos momentos.

Uma vez que o foco é comportamental, embora também seja possível avaliar as competências técnicas, alguns recrutadores nem sequer questionam o currículo do profissional, confiando que tudo o que consta ali é verdadeiro e que está de acordo com todas as exigências da vaga, de forma a analisar somente as respostas na entrevista.  

Como entrevistador, é importante que você saiba exatamente quais competências deseja avaliar para, então, fazer as melhores perguntas e, consequentemente, obter respostas mais assertivas.

Assim, se você quer saber se ele trabalha bem em grupo, por exemplo, pode pedir que ele fale sobre quando precisou fazer algum projeto em colaboração com outras pessoas e como foi a experiência, ainda, se houve dificuldades etc. Com base na resposta, você conseguirá analisar se ele tem ou não essa competência desenvolvida.

A importância de analisar as competências

Tradicionalmente, a tendência era avaliar apenas as habilidades técnicas para escolher o candidato certo para um cargo. Entretanto, as entrevistas com base em competências são consideradas boas ferramentas para prever o desempenho do profissional.

Isso porque, quando questionamos sobre vivências anteriores, podemos ter uma ideia de como eles se comportariam quando contratados. Por esse motivo, precisamos fazer as perguntas certas.

E não se esqueça de que é muito raro encontrar alguém que seja tudo o que a organização está buscando, afinal, ninguém é perfeito. Assim, mantenha a cabeça aberta para saber quando a própria empresa pode ensinar ou desenvolver certa capacidade do candidato, avaliando apenas os requisitos essenciais.

Competências técnicas x comportamentais

As competências técnicas envolvem todas as habilidades e conhecimentos que o profissional tem, a partir de sua formação acadêmica, domínio de outros idiomas, atividades complementares e experiência prática na área. Ainda, são elas que garantirão que as tarefas serão executadas.

Por outro lado, as competências comportamentais têm relação com a personalidade do candidato. É a forma como os profissionais lidam com as diversas situações que ocorrem no ambiente de trabalho e envolve questões como inteligência emocional, ética, comunicação, liderança e motivação. 

Para saber quais competências avaliar, você precisa considerar os valores e a cultura organizacional para buscar candidatos que tenham uma visão semelhante, assim como as habilidades técnicas requeridas.

Afinal, como estruturar uma entrevista por competência?

O processo de estruturação de uma entrevista por competência consiste em, basicamente, nas três etapas que veremos a seguir. 

Estabeleça quais competências serão avaliadas

Primeiramente, quando estruturamos uma entrevista por competência, devemos definir todas as competências técnicas e comportamentais requeridas pela empresa para sabermos o que vamos ou não avaliar durante o processo seletivo.

É com base nelas que elaboraremos o questionário de perguntas a serem feitas aos candidatos. Para tal, é interessante entender as características dos melhores colaboradores que a empresa já tem nessa posição e, também, quais diferenciais ela está procurando.

O ideal é que você tenha uma quantidade limitada de competências, as que são realmente fundamentais para manter o foco durante a entrevista. Geralmente, o número fica em torno de cinco competências técnicas e cinco comportamentais, podendo haver variações.

Banner_Gestao_competencias

Elabore boas perguntas

A elaboração das perguntas que serão feitas aos candidatos é a segunda etapa da estruturação da entrevista por competência. Nessa hora, criamos um roteiro para a conversa. Lembre-se que não precisa seguir exatamente a mesma ordem para todos os candidatos, mas será um bom guia para orientar os questionamentos.

Portanto, procure ter, pelo menos, duas perguntas para cada competência selecionada anteriormente, sempre pensando em incentivá-los a falar sobre experiências passadas, em que usaram tais competências.

Explore bem o questionário e analise as respostas

Na hora da entrevista, o entrevistador deve saber ouvir com atenção, de modo a fazer perguntas novas e aprofundar em algo mencionado pelo candidato. Essa prática, inclusive, traz uma boa impressão para o profissional que está sendo avaliado, pois, ele percebe que há um interesse genuíno do RH no que ele está dizendo.

Logo, é preciso saber explorar bem as perguntas e analisar as respostas do candidato para conseguir fazer isso com sucesso. Em muitos casos, o entrevistador pode complementar a pergunta questionando o que o profissional fez, qual o impacto e a percepção do restante da equipe, como foi resolvido, qual foi o resultado etc.

É comum que as respostas sejam mensuradas em escalas, com notas de 1 a 5, por exemplo. Assim, a equipe de Recursos Humanos consegue dados mais assertivos e a soma das avaliações será decisória na escolha do candidato ideal.

Agora que você aprendeu o que é e como estruturar uma entrevista por competência, conheça o modelo de gestão por competências e aprofunde seu conhecimento no assunto!

5 3 votes
Article Rating


Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments