Empreendedorismo e RH: o que você precisa para começar seu negócio!

Tempo de leitura: 6 minutos

A maior preocupação dos empreendedores iniciantes é se o seu negócio terá relevância perante o mercado de trabalho, por isso, as primeiras iniciativas, em grande maioria, giram em torno do capital — o que é completamente compreensível. No entanto, empreendedorismo e RH devem estar alinhados para que o negócio dê certo. Ficou um pouco confuso até aqui? Calma, explicaremos tudo!

Por mais que cuidar da parte financeira da sua empresa seja extremamente importante, ter um departamento de recursos humanos bem alinhado é mais que obrigatório. Afinal, como é de amplo conhecimento, o sucesso só virá se todos os colaboradores envolvidos estiverem engajados.

O objetivo desse artigo é mostrar alguns termos do RH essenciais para empreendedores iniciantes, aqueles que estão dando os primeiros passos mesmo. Apresentaremos os conceitos e explicar como cada um funciona.

Está abrindo um novo empreendimento ou conhece alguém nessa situação? Saiba que você está no lugar correto. Anote todas as dicas em um papel e não se esqueça de botá-las em prática. Combinados? Então vamos à leitura!

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

O que é necessário saber sobre empreendedorismo e RH?

Como dito anteriormente, empreendedorismo e RH não devem ser pensados como atividades distintas. Muito pelo contrário, elas andam juntas, quase como um perfeito casamento empresarial.

O RH, ou gestão de recursos humanos, é o responsável pela aplicação de um conjunto de conhecimentos e técnicas administrativas especializadas no gerenciamento das relações das pessoas com as organizações, com o objetivo de atingir os objetivos organizacionais, bem como proporcionar a satisfação e a realização do time envolvido.

Resumidamente, é essa gestão que fará com que os colaboradores estejam engajados e em uma produção crescente, alinhando a jornada de trabalho de acordo com o fit cultural da empresa.

Sua gestão ocorre pela mensuração do seguintes pontos:

  • provisão de recursos humanos;
  • aplicação de recursos humanos;
  • recompensar pessoas;
  • sistema de trabalhos;
  • planejamento de carreiras;
  • manutenção de recursos humanos;
  • desenvolvimento de recursos humanos; 
  • monitoração de recursos humanos.

O que é preciso entender sobre o RH?

Agora que você já sabe da importância do RH para qualquer organização — seja ela iniciante ou com anos de atuação —, que tal saber alguns conceitos chaves que perpassam pelos recursos humanos? Confira abaixo:

O RH é um setor

O RH é um setor e deve ser pensado e formulado desse jeito dentro de qualquer organização. Isso significa que profissionais envolvidos precisam atuar seguindo regras e normas, uma gestão precisará ser montada, entre outros fatores.

Por isso, sua importância não deve ser minimizada. Por mais que, inicialmente, possa ser um setor pequeno, deve ser levado a sério, com o intuito de desenvolver os colaboradores de uma empresa.

Pode definir o fit cultural da empresa

Para contextualizar, fit cultural significa um alinhamento que todo colaborador precisa ter, que vai além de soft skills, levando para os valores e missão da empresa. Considerando esses elementos, a retenção de talentos se torna mais eficaz, pois, consequentemente, agrega um time motivado e organizado ideologicamente.

O RH pode ser o setor que definirá e divulgará quais são as culturas de uma empresa. Na prática, ele pode ressaltar qual o dress code, quais termos devem ser utilizados, qual o horário de saída e entrada (ou se o horário é flexível), quando o ponto deve ser batido, etc.

Existem profissionais específicos

Não se engane: existem pessoas que estudam durante um longo tempo para aperfeiçoar estratégias de gestão de pessoas. Esse é mais um motivo para que a área seja levada a sério.

Esses profissionais, que podem possuir formações acadêmicas distintas, cuidarão do bem-estar do time, contemplando direitos trabalhistas — desde a contratação à possível demissão. Ajudando, também, no recrutamento de funcionários.

Inúmeros estudos já foram desenvolvidos

Além dos profissionais específicos, diversos estudos que envolvem o empreendedorismo e RH já foram desenvolvidos com o intuito de engajar o profissional e a gestão de uma empresa como um todo.

Além disso, esses estudos focam em encarar disciplinas voltadas para as questões trabalhistas, colocando como foco temas como: liderança, negociação, contabilidade, ética, legislação e informática.

É um conjunto de práticas

Esse ponto também está diretamente relacionado aos anteriores, pois existem práticas a serem seguidas por qualquer RH. Isso inclui pagamento e estimulação dos funcionários. Essas práticas são estruturadas visando o sucesso de um empreendimento, levando sempre em consideração as necessidades dos colaboradores.

Por ele um funcionário é contratado e demitido

Um RH também é o setor responsável por uma retenção de talentos eficaz. Participando de todo o processo seletivo, desde entrevistas, dinâmicas até a contratação final.

Quando um desligamento ocorre é esse setor que passará todos as informações para os funcionários sobre próximos passos. Isso inclui: carta de recomendação, assertos, exame demissional, etc.

A área foca nos colaboradores

Um RH falho é aquele que não quer escutar os profissionais, focando apenas no resultado rápido de uma empresa. Isso a curto prazo pode até surtir efeito, mas a longo prazo acaba se virando contra o próprio empreendimento.

Afinal, nesse caso no qual o humano não é valorizado, não existe produção qualificada ou inovadora. Os colaboradores apenas seguirão uma rotina para ganhar um salário no final do mês, mas sem vontade ou paixão para estar alí.

O contrário deve ocorrer. Por isso o conceito de RH humanizado está cada vez mais em alta. É possível sempre lembrar que não estamos tratando com máquinas, mas humanos.

O RH define cargos e salários

Será esse o setor que definirá o salários de todos os colaboradores de uma empresa, desde um assistente até um funcionário sênior. É ele também quem estruturará um plano de carreira compatível com a experiência de cada funcionário.

Todas essas decisões devem passar pelo setor de recursos humanos, pois toda a gestão interna de pagamento passa por ele. Ou seja, qualquer decisão salarial antes de ser comunicada precisa ser aprovada pelo RH.

Agora é possível visualizar o porquê de empreendedorismo e RH andarem lado a lado em negócios que estão dando os primeiros passos. Com uma boa estruturação desse setor, o sucesso de qualquer empresa passa a ser algo mais palpável.

Quer aprender ainda mais sobre gestão de pessoas? Não esqueça de seguir a gente no LinkedIn e no Instagram.

0 0 vote
Article Rating


Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments