Dinâmica de grupo: 10 exemplos para aplicar no processo seletivo

Tempo de leitura: 13 minutos

Sem tempo para ler? Clique no play abaixo para ouvir o conteúdo!

Se você já passou por um processo seletivo, é possível que também já tenha participado de uma dinâmica de grupo. Essa é uma etapa importante para a o recrutamento e seleção de profissionais relacionados a algumas áreas de trabalho. Existem diferentes exemplos de dinâmica de grupo, cada uma com um objetivo.

Em conjunto com as outras fases do funil de recrutamento, como é o caso da análise comportamental e da entrevista, a dinâmica pode orientar você a tomar uma decisão mais adequada ao que a sua equipe precisa.

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

Mas você sabe que tipo de dinâmica aplicar na sua empresa? Hoje separamos 10 exemplos de dinâmica de grupo que você pode colocar em prática no seu recrutamento e seleção. Confira agora!

O que são dinâmicas em grupo?

A dinâmica de grupo é uma atividade que promove o engajamento e a colaboração de pessoas em busca de um objetivo. No caso da sua aplicação na fase de recrutamento e seleção, ela é indispensável para saber se o futuro colaborador é comunicativo, proativo, empático, objetivo, entre outro pontos.

É aqui também que as soft skills podem ser avaliadas. Elas servem para definir capacidades comportamentais, competências subjetivas e de difícil avaliação. Veja algumas que já podem ser percebidas durante a dinâmica de grupo:

  • liderança;
  • pensamento crítico;
  • entusiasmo;
  • otimismo;
  • trabalho em equipe;
  • ética;
  • resiliência.

A prática oferece diversos benefícios para empresas e colaboradores, afinal, ela é de fácil aplicação: basta convocar todos as pessoas selecionadas até uma determinada fase do processo e realizar dinâmicas escolhidas – com algumas que colocaremos neste artigo.

É preciso lembrar que, apesar de essencial, a dinâmica de grupo deve ser realizada em um momento para conhecer os candidatos. Então esteja de peito aberto para considerar possíveis erros ou contratempos que não impactem de maneira negativa o processo.

Quais pontos devem ser reparados?

Como as dinâmicas de grupo podem ser uma fase eliminatória do processo seletivo, você, enquanto empresa, precisa ficar atento para alguns comportamentos dos envolvidos. Abaixo listamos alguns pontos precisam ser levados em consideração:

Se há erros drásticos de português

Se a dinâmica aplicada por você requer a realização de textos, é imprescindível que erros de português (principalmente os básicos) não sejam tolerados. Afinal, nenhuma empresa quer contratar alguém que não escreva fluidamente, não é mesmo?

Falta de interação

A dinâmica em grupo serve justamente para saber como o candidato se comporta junto a outros colegas. Se o candidato apresentar indiferença ou falta de interesse no que o outro tem a dizer, saiba que esse comportamento pode ser repetido caso ele seja contratado.

Realizar conversas paralelas

Apesar das dinâmicas permitirem diálogos entre várias pessoas, aqueles candidatos que desviarem sempre o assunto da prática proposta para assuntos inoportunos devem ser desconsiderados.

Excesso de nervosismo

Estar nervoso durante uma dinâmica de grupo é normal, afinal, os candidatos estão sendo analisados. Mas o excesso desse nervosismo preciso ser observado. Isso pode indicar que a pessoa não saberá como reagir perante situações empresariais que exigem pressão.

Chegar atrasado

Sabe o ditado “a primeira impressão é a que fica?” Imagine se algum candidato, seja em qualquer fase do processo seletivo, chega atrasado sem nenhuma desculpa aparente. Isso não deve ser relevado, pois é preciso ter compromisso com horários.

Não ter um preparo prévio

Se durante as dinâmicas você faz alguma pergunta sobre a empresa e o candidato não souber responder, acredite: ele não se preparou previamente. Esse erro é extremamente grave, pois demonstra desinteresse.

Quais são alguns exemplos de dinâmica de grupo?

Antes de escolher o tipo de dinâmica que você aplicará no processo seletivo, é necessário definir quais são os seus objetivos com essa etapa. Faça um planejamento e identifique o que você precisa descobrir sobre os candidatos e quais competências são essenciais para o preenchimento da vaga.

A partir disso, você consegue ter mais clareza sobre qual tipo de dinâmica é mais adequada para o processo seletivo em questão, o que ajudará você a recolher as informações necessárias.

1. Dinâmica de entrosamento

Esse é um tipo de dinâmica realizado no começo do processo seletivo, para que os candidatos se soltem e mostrem quem são. Por isso, com ela você conseguirá saber mais sobre cada um deles com foco em questões pessoais, e não só nos pontos relacionados à carreira profissional.

Um exemplo para esse tipo de dinâmica é a de reconhecimento do grupo. Ela funciona da seguinte maneira: você entregará uma folha para cada participante e pedir para que eles escrevam algo sobre si mesmos — características que estejam relacionadas à vida e à personalidade.

Dê em torno de 10 minutos para que façam isso. Passado esse tempo, recolha as folhas, misture e entregue de volta para os participantes. Eles terão que ler e tentar descobrir de quem é o papel que pegaram.

Isso faz com que os candidatos fiquem mais entrosados, relaxados e consigam mostrar melhor quem são e suas habilidades técnicas e comportamentais.

2. Dinâmica de iniciativa

As dinâmicas de iniciativa são ótimas para descobrir as principais competências comportamentais dos candidatos, como capacidade de trabalhar em equipe, proatividade e comunicação, por exemplo.

Um bom exemplo de dinâmica de grupo para iniciativa é a do caos. Você pedirá para os participantes saírem da sala e, nesse tempo, desorganizará todo o local, fazendo com que ele vire um verdadeiro caos.

Deixe os objetos espalhados, mude a posição dos móveis, jogue coisas no chão, enfim. Depois disso, peça para eles retornarem, diga que você não pode fazer nada, mas que eles podem fazer o que quiserem na sala.  Assim, veja como será a reação de cada um e o que farão.

Alguns podem começar a arrumar imediatamente, outros podem querer organizar o grupo em equipes para cada um ficar com uma parte da sala, outros podem não fazer nada. Você pode observar qual foi a iniciativa de cada candidato e depois conversar com eles para entendê-la.

3. Dinâmica de liderança

Se você tiver contratando um líder, é importante aplicar dinâmicas específicas para esse tipo de função. Algumas delas fazem com que você perceba a atitude e a capacidade de liderar dos candidatos.

Um bom exemplo para dinâmica de liderança é da ilha. Ela funciona da seguinte forma: coloque um tapete no chão e diga para os candidatos que ali é uma ilha, ou seja, tudo em volta é mar. Fale que eles não têm comida e que precisam pensar em estratégias para sair dali.

Deixe eles interagirem por volta de 15 minutos e depois converse sobre o que o grupo decidiu, se surgiu algum tipo de estratégia, pensamento, se alguém se tornou líder da atividade. Isso tudo ajuda você a perceber várias pontos relacionados às competências relacionadas à liderança dos candidatos.

4. Dinâmica de segredos

Essa dinâmica tem como objetivo observar a empatia e a confiança dos candidatos participantes. Sua realização é bem simples: primeiro, reúna entre 15 e 20 pessoas. Peça para cada uma escrever um segredo ou um problema que não costuma abrir naturalmente para outras pessoas. 

Sugira que participantes mudem sua maneira de escrever, assim ficará mais difícil identificar o dono do papel. Por isso também é importante que todos dobrem os papéis da mesma forma e os coloque em uma caixa.

Um sorteio precisa ser realizado, logo após, cada participante lê em voz alta o segredo como se fosse seu. Ele deve expor a opinião sobre o caso e relatar uma solução prática. É uma excelente oportunidade para analisar se o candidato consegue ter empatia, identificando as necessidades do outro. 

Essa característica é essencial em médias e grandes empresas, pois os colaboradores precisam lidar com muitos colegas de trabalho.

5. Dinâmica “quem sou eu?”

Essa dinâmica é bem divertida, permitindo que os participante tenham um momento de descontração. Além disso, ela é bem simples, pois não necessita de diversos materiais para a sua realização.

Primeiro, distribua canetas e post-its entre os envolvidos. Depois, peça para cada um escrever o nome de um personagem famoso – sem o outro ver. Esses personagens podem estar divididos em categorias, como atores internacionais, cantores da década de 1980, atrizes brasileiras, etc.

Em seguida deve-se colar os papéis na testa. A partir de então os outros participantes irão dar dicas para que o “entrevistado” descubra qual personagem está representando. As perguntas precisam seguir o padrão de resposta sim ou não. Alguns exemplos: “é mulher?”, “é loira?”, “já faleceu?”.

Essa dinâmica tem como objetivo saber se os participantes têm comportamentos objetivos e claros quando um problema aparecer, ou seja, se ele terá tato rápido para saber qual a melhor solução de uma questão, até então, desconhecida.

6. Dinâmica da história

Primeiro é necessário dividir o grupo em equipes de quatro integrantes. Cada um desses grupos terão que escrever uma lista de verbos e substantivos distintos. A folha será, então, repassada para o grupo ao lado que deverá criar uma pequena história como as palavras dispostas.

Uma dica é que o grupo que escreveu pode decidir em qual gênero a história deverá ser contada. Por exemplo, romance, terror, drama, entre outros.

Essa dinâmica serve para descobrir a criatividade dos participantes e como atuam em equipe.

7. Dinâmica do desafio

Esse exercício ajuda a apontar como os participantes lidam com a pressão diária. Para isso, pegue uma pequena “caixa misteriosa”.

Semelhante aos jogos das cadeiras, Coloque uma música e peça aos participantes para passar o objeto entre eles. Você deve ficar de costas para o grupo. Assim, não consegue enxergar com quem está a peça. Quando a música parar, use o seu poder para colocar pressão no jogo e realize perguntas que os deixarão os candidatos nervosos, como:

  • tem certeza que abrirá?
  • se você abrir, realizará tudo o que está descrito para fazer?
  • se você tiver que eliminar alguém da dinâmica, seria capaz?
  • e se a caixa pedir para você sair da dinâmica, assim o fará?

O participante deverá decidir se abre ou não a caixa. Caso ele não abra, o jogo continua. A resposta negativa ajuda a entender o quanto eles são influenciados por pressões externas e como eles agem para superá-las. O prêmio da caixa pode ser um chocolate ou uma garrafinha da empresa.

8. Dinâmica do mural criativo

Essa com certeza é uma das dinâmicas mais conhecidas, pois é uma forma diferente de colocar todos para pensarem “fora da caixinha”. Divida os participantes em distintos times – o ideal seria 4 em cada um. Os materiais solicitados para essa atividade são: canetas, tintas, recortes de jornal e cartolina.

Depois, escolha um tema para cada grupo apresentar de forma criativa e lúdica, com linguagem simples e beleza estética. Por fim, os participantes devem discutir qual mural representou o tema de forma mais criativa. Evite discussões polêmicas para não causar um clima chato já no processo seletivo.

9. Dinâmica do crachá

Coloque os participantes sentados em um círculo e entregue uma caneta, um papel e uma fita crepe. Os participantes têm 30 segundos para confeccionar um crachá a ser utilizado durante toda a entrevista.

O objetivo dessa técnica de apresentação não para saber qual crachá que ficou mais bonito, mas sim verificar como os participantes fazem uma auto imagem, além disso, para saber como lidam com os desafios, pressão, organização e criatividade. 

10. Dinâmica dos conselheiros e aconselhados

Divida a turma em 2 grupos: um dos “conselheiros” e outro dos “aconselhados”. Cada conselheiro recebe uma ficha contendo um perfil de abordagem, como autoritário, prestativo, sugestivo, dócil, harmonioso.

Já para o grupo de aconselhados distribua fichas contendo um tópico sobre o qual ele precisaria de ajuda. Forme duplas de conselheiros e aconselhados e cada uma realiza uma cena com o seu pedido e o conselho. Logo após, o grande grupo discute sobre as vantagens e desvantagens dos diferentes tipos de abordagem.

O objetivo dessa técnica de integração é trabalhar com a adversidade e inovação, além de saber como os participantes lidam com situações de conflito, podendo traçar um perfil sobre suas características pessoais chaves.

Dinâmica extra: “seu futuro na nossa empresa”

Nessa dinâmica especial, você poderá perguntar para candidatos em pequenos grupos como eles enxergam seus futuros dentro da empresa. O legal nessa dinâmica é que o grupo não elencará como cada um prevê sua jornada profissional, mas sim das pessoas envolvidas na dinâmica.

Com ela será possível reparar como os candidatos praticam a empatia, afinal, a ideia é que todos os cresçam juntos, realmente como um time.

Essa metodologia pode ser usada tanto em processos seletivos quanto dentro da empresa para engajar os funcionários e estimular a inovação e troca de conhecimento. Devemos levar em conta que se o nível de mudança externa for maior do que a mudança interna, isso significa que a companhia precisa reajustar a sua cultura, o que reflete diretamente nos resultados entregues e lucro obtido.

Nesse conteúdo listamos 10 exemplos de dinâmica de grupos. Desenvolvê-las pode ajudar a identificar uma série de características importantes para a contratação do profissional certo, como a capacidade de trabalhar em equipe, como a pessoa lida com pressão, dentre outras. Então, se planeje e escolha as dinâmicas ideais para o seu recrutamento e seleção!

A dinâmica de grupo é uma fase extremamente importante, mas existem outras fundamentais durante o recrutamento e seleção. Você tem dúvidas no assunto? Então não deixe de conferir o nosso artigo sobre como o processo para escolher um novo profissional deve ser realizado.


6
Deixe um comentário

avatar
5 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
5 Comment authors
Giuliano SalesMárciaAldon Menezes dos SantosLêida da Silva TheophiloPaschoal Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Paschoal
Visitante
Paschoal

Muito bom. A dinâmica do entrosamento será aplicada em nossa empresa. Parabéns e obrigado pela ajuda

Lêida da Silva Theophilo
Visitante
Lêida da Silva Theophilo

Excelente! Adaptarei para conhecer meus alunos no 1º dia de aula!

Aldon Menezes dos Santos
Visitante
Aldon Menezes dos Santos

Muito bom !!!

trackback

[…] reduzido por conta das pré-seleções realizadas anteriormente. Assim, você pode preparar as dinâmicas para conhecer os profissionais e ver como cada um se […]

Márcia
Visitante
Márcia

Muito rico o conteúdo, parabéns!!

Giuliano Sales
Admin

Oi, Márcia. Tudo bem?
Ficamos felizes com o seu feedback!
Muito obrigado por nos ajudar a buscar sempre a melhorar nossa qualidade.
Continue a acompanhar o nosso blog. 🙂

Abraços.