Conheça 6 dicas para oferecer qualidade de vida no trabalho

Entenda o conceito de qualidade de vida no trabalho e algumas dicas de como as empresas podem oferecê-la aos seus colaboradores.
qualidade de vida no trabalho
BAIXE GRÁTIS!

Aqui você encontra:

A maioria dos trabalhadores encara suas atividades como um pesar e não veem a hora de chegar em casa. Isso pode acontecer por causa da falta de qualidade de vida no trabalho, que é fundamental para manter o interesse do trabalhador. 

Para consertar problemas como esse, a empresa deve investigar os motivos que levam seus colaboradores a chegarem a este ponto. E assim, pode implementar medidas direcionadas à melhoria do ambiente de trabalho

Neste artigo você entenderá o que é qualidade de vida no trabalho, sua importância e como aplicá-la de forma eficiente. Portanto, para saber mais, continue sua leitura!

O que é qualidade de vida no trabalho? 

A qualidade de vida no trabalho (QVT) é um conceito relacionado ao bem-estar dos colaboradores. Ele considera os níveis de satisfação, realização, felicidade, conforto e propósito dos colaboradores, entre outros. A partir disso, a empresa consegue enxergar como está seu ambiente de trabalho e diminuir a saída de funcionários.

Por isso, o conforto deles se tornou, com o passar do tempo, uma reivindicação da classe trabalhadora, que busca melhores condições de trabalho. Ainda assim, não é apenas a eles que a qualidade de vida alcança, mas à própria empresa, já que ambientes mais agradáveis se tornam um incentivo à produtividade. 

Foi nos anos 70 que se chegou a essa conclusão, quando o professor Louis Davis, da Universidade da Califórnia, percebeu que estruturas focadas na qualidade de vida no trabalho ampliavam o desempenho do negócio.  Davis também percebeu que, para alcançá-la, os profissionais deveriam ser saudáveis e se sentirem bem no local de trabalho. 

Para que eles se sintam bem, precisam de local adequado para realizar suas funções e instalações que supram as suas necessidades, de modo que eles não sintam incômodos físicos. 

Além disso, é preciso que as relações de trabalho sejam equilibradas e os processos de distribuição de responsabilidades não sobrecarreguem nenhum deles.  Tudo isso porque o emocional e o psicológico de um colaborador precisam estar bons, para que ele consiga focar no trabalho e não se sinta prejudicado por qualquer desses fatores. 

Ou seja, as empresas dependem dos seus funcionários para crescer, por isso precisam cuidar deles para mantê-los motivados e felizes, aumentando sua produtividade

E, para fazer isso, é necessário verificar constantemente as melhorias que se pode implementar para que eles fiquem mais à vontade e animados ao exercerem suas funções.

Exemplos de qualidade de vida no trabalho

São exemplos da aplicação prática da qualidade de vida no trabalho:

  • Promoção de relações igualitárias, que possibilitem maior aproximação da equipe e apoio de um para com o outro; 
  • Implementação de mais autonomia para cada colaborador, ampliando seu poder de decisão, para que eles planejem atividades do começo ao fim e executem o que planejaram; 
  • Oferta de recursos para que um trabalho seja executado com eficiência e precisão, assim como o planejado; 
  • Garantia de livre expressão, para que o colaborador se sinta à vontade para tratar sobre projetos, ideias e problemas; 
  • Deixar que os colaboradores tenham tempo pessoal, para que sua vida não seja apenas focada no trabalho, mas no que ele também precisa e gosta, como sua família e atividades físicas; 
  • Em se tratando do salário, este deve equivaler ao trabalho que o profissional faz, ou seja, deve ser justo
  • Aposta em programas de treinamento e desenvolvimento, que incluem palestras, workshops, cursos, e outros, para promover o aprendizado e crescimento profissional.

O que os colaboradores priorizam em relação à qualidade de vida no trabalho?

Garantir a qualidade de vida no trabalho é responsabilidade das empresas, já que elas estabelecem o clima organizacional. E, diversas pesquisas mostram que eles têm uma lista de prioridades.

Primeiramente, eles buscam por ambientes seguros e ergonômicos, onde possam fazer o mínimo esforço para se dedicar às suas tarefas.  Além disso, eles visam manter relações de trabalho saudáveis

A inclusão também é importante para grande parte dos colaboradores, porque mostra que a empresa valoriza a diferença. Já quanto à saúde e o bem-estar, é interessante ajudar os profissionais em sua manutenção. 

programas de benefícios que podem ser utilizados na academia, por exemplo, oferecendo desconto em matrículas e mensalidades, o que também ajuda nos cuidados com a saúde. Os trabalhadores também buscam equilibrar sua vida pessoal e profissional, porque querem se dedicar mais a si e ao que gostam de fazer. É possível conseguir isso, por exemplo, adotando o modelo híbrido de trabalho ou flexibilizando horários.

Outra implementação esperada para os negócios é a oportunidade de crescimento, de modo que a empresa mostre que reconhece e valoriza seus funcionários. 

Eles priorizam, também, ter mais autonomia em seu trabalho e assumir mais responsabilidades, o que lhes dá mais confiança. Já em se tratando do salário, este deve ser compatível com o mercado e, preferencialmente, vir acompanhado de diferenciais, como um programa de benefícios corporativos. 

➡️ Saiba também:

Qual é a importância da qualidade de vida no trabalho?

Como foi possível perceber até aqui, empresas com colaboradores satisfeitos aumentam suas chances de terem clientes satisfeitos. Afinal, são os funcionários que fazem as atividades empresariais funcionarem, portanto, depende deles que isso aconteça de forma eficiente ou não. 

As pessoas passam grande parte de suas vida no trabalho, por isso o ambiente de trabalho precisa ser acolhedor, para não impactá-las física e psicologicamente. 

Cobranças, conflitos, ferramentas de trabalho insuficiente, tudo isso pode levar à desmotivação.

Ambientes de trabalho tóxicos causam insatisfação, gerando atrasos nas entregas, entregas, que precisam ser refeitas, e aumentam o absenteísmo. Além disso, as taxas de turnover da empresa aumentam, porque ela não consegue reter seus talentos. 

Isso faz com que ela perca tempo e recursos que poderiam ser melhor aproveitados em seu crescimento. Desse modo, pode-se enxergar a qualidade de vida no trabalho como uma solução para ampliar o engajamento dos colaboradores e torná-los mais produtivos. 

Quando a empresa aposta em ações que promovem o bem-estar deles, eles executam suas atividades com mais dedicação, obtendo melhores resultados. 

Deste modo, é interessante que a Gestão de Pessoas de uma empresa aplique estratégias para a criação de uma cultura organizacional favorável aos colaboradores. 

Para isso, é preciso conhecer cada colaborador ou setor e entender o que pode ser mudado e como cuidar de sua saúde física e mental. Assim, eles se sentem mais felizes, enquanto oferecem um desempenho melhor no seu trabalho.

Uma pesquisa realizada pela Vittude, em parceria com a Opinion Box, mostrou que 72% dos entrevistados optariam por trabalhar em uma organização com programas voltados para a saúde mental dos colaboradores. 

Além disso, 61% dos entrevistados afirmaram que o estresse do trabalho já prejudicou sua saúde mental​​.

Nova call to action

Quais as vantagens de ter um trabalho com qualidade de vida?

A qualidade de vida no trabalho faz com que o ambiente profissional seja mais saudável, estimulando o sucesso da empresa e do empregado. Entenda, a seguir, quais são as principais vantagens de aplicá-la!

  • Atração de investidores: ambientes saudáveis atraem investidores em busca de empresas sustentáveis.
  • Atração e retenção de talentos: empresas com boa qualidade de vida atraem e mantêm os melhores profissionais.
  • Aumento da produtividade: empregados felizes e saudáveis produzem mais e com melhor qualidade.
  • Fortalecimento da cultura organizacional: ambientes positivos reforçam valores e objetivos comuns.
  • Melhora na imagem da empresa: empresas que cuidam do bem-estar dos empregados têm uma reputação mais positiva no mercado.
  • Queda de absenteísmo: ambientes saudáveis reduzem as faltas ao trabalho.
  • Redução na taxa de turnover: funcionários satisfeitos tendem a permanecer mais tempo na empresa.

Além de ser uma estratégia para manter os melhores talentos, a preocupação com a qualidade de vida no trabalho é um grande diferencial competitivo no mercado. Isso porque, como apontado pelo Panorama da Gestão de Pessoas, uma boa parcela dos colaboradores não sentem que as empresas se preocupam com sua saúde mental, o que é um grande fator para a falta de engajamento:

Dados do Panorama de Gestão de Pessoas que reforçam a necessidade da preocupação com a qualidade de vida no trabalho

Como promover a qualidade de vida no ambiente de trabalho? Veja 6 dicas + bônus

Em primeiro lugar, a empresa que deseja promover a qualidade de vida no trabalho deve medi-la, para entender o que deixa os funcionários insatisfeitos. Isso pode ser feito por meio da observação atenta e de pesquisas com os próprios colaboradores. 

Também é importante observar dados que possam indicar a satisfação deles, como pesquisas de satisfação e taxas de rotatividade. As métricas são precisas, por isso indicam com clareza a necessidade de implementação de mudanças de forma personalizada. 

No entanto, como disposto a seguir, há ações que podem ser tomadas pelas empresas, em geral, que colaboram efetivamente com a melhora do ambiente organizacional. 

1. Fortalecer a cultura organizacional

Criar condições para um ambiente de trabalho saudável é uma ação que precisa da participação de todas as partes envolvidas. Desde os donos e diretores até os funcionários que exercem cargos operacionais.

Da parte da empresa, criar e fortalecer uma cultura organizacional forte é deixar claras as regras e procedimentos da empresa, falar da história da organização e reforçar as diretrizes estratégicas, como missão, visão e valores.

Além disso, é conhecer bem as características da empresa, as rotinas e a forma como os processos são conduzidos no dia a dia e repassar esse conhecimento para todos. Reforçar a cultura organizacional ajuda a criar sensação de pertencimento e reconhecimento por parte dos funcionários.

2. Trabalhar a comunicação interna

Uma comunicação interna bem feita é um dos fatores que mais favorecem a qualidade de vida no trabalho. 

Isso significa que a empresa deve ser transparente e ágil no repasse das informações de interesse de todos, manter os funcionários atualizados sobre a rotina e alterações que forem feitas, por exemplo, como uma mudança de procedimento ou realização de obras na empresa, além de manter um diálogo sempre aberto, o que significa permitir que o funcionário ouça e que ele seja ouvido também.

A comunicação falha dentro da organização favorece a fofoca, os mal entendidos e desavenças, por isso, investir nessa parte é fundamental no processo.

3. Incentivar a participação e o crescimento dos colaboradores

Como já mencionado, salários e benefícios bons, por si só, não oferecem qualidade de vida no trabalho.

Por isso, a empresa deve investir em projetos e programas que favoreçam a participação dos funcionários, incentivando que eles contribuam com novas ideias e soluções, e que essa participação seja premiada e reconhecida, publicamente. 

Outra possibilidade é criar um plano de cargos e salários, com metas e promoções internas por merecimento. Valorizar os funcionários é acreditar na capacidade deles. Cabe à empresa oferecer ao funcionário valores compatíveis com a função que exerce e com o mercado, já que, afinal, a parte financeira é também muito importante na relação trabalhista. 

4. Investir no ambiente físico da empresa

Sem dúvidas, um ambiente físico bem estruturado interfere, diretamente, na qualidade de vida no trabalho. 

Investir no ambiente físico significa cuidar para que a iluminação, o clima, a acessibilidade, o conforto dos móveis, como cadeira e mesa, estejam de acordo com as regras de ergonomia e atendam os funcionários e as tarefas que eles precisam realizar.

É dar condições físicas de trabalho para gerar conforto, tranquilidade e concentração.

5. Cuidar da saúde física e mental dos funcionários

Qualidade de vida está diretamente relacionada à boa saúde, física e mental. E a empresa tem um papel importante nesse contexto, não apenas na oferta de plano de saúde empresarial, por exemplo, mas na genuína preocupação com as pessoas.

O estresse pode acontecer no dia a dia, mas é importante que a empresa, especialmente o setor de Recursos Humanos, estejam atentos às questões físicas e comportamentais dos funcionários.

6. Oferecer flexibilidade no trabalho

A flexibilidade no trabalho é outro fator que interfere bastante na qualidade de vida, retornando para a empresa na forma de produtividade e engajamento do funcionário.

Além disso, favorece ao colaborador benefícios como cuidar de demandas pessoais, a possibilidade de resolver assuntos próprios em horário comercial e até evitar trânsito em horários de pico.

Para oferecer flexibilidade, a empresa pode optar pela adoção do modelo de trabalho híbrido, alternando o home office com a jornada de trabalho presencial.

Após conhecer essas dicas, você consegue avaliar se a sua empresa oferece qualidade de vida no trabalho? Observe e contribua para que essa seja a realidade do seu negócio ou da organização onde você trabalha. Funcionários motivados e satisfeitos, com boa saúde, crescem e ajudam a empresa a crescer.

Outras sugestões de melhorias

Conheça algumas melhorias passíveis de aplicação por empresas dos mais diversos nichos e setores! 

  • Aplicar treinamento e desenvolvimento: os trabalhadores querem crescer como profissionais e investir neles mostra que a empresa quer que eles aprendam e se desenvolvam.
  • Dar autonomia para trabalhadores: ao deixar que o trabalhador desenvolva seus meios de realizar suas funções, a empresa demonstra confiança em seu talento.
  • Evitar sobrecarga de trabalho: o trabalho em excesso, além de oferecer resultados pouco atrativos, leva ao estresse e ao cansaço mental.
  • Buscar líderes respeitados: os profissionais que lideram as equipes devem saber como lidar com elas e buscar inspirá-las e não as levar a duvidar de sua capacidade
  • Organizar para reduzir o estresse: a qualidade de vida no trabalho também passa pela organização, pela distribuição adequada das tarefas e pelo gerenciamento, pelos colaboradores, de suas atividades.
  • Ouvir feedbacks atentamente: coletar feedbacks é um meio se aprofundar na compreensão que se tem dos funcionários, o que possibilita mudanças embasadas.
  • Promover tratamento justo: todos os profissionais receber o mesmo tratamento, por isso, é fundamental a adoção de políticas transparentes por parte da empresa.
  • Reconhecer esforços: é possível adotar meios de reconhecer o comprometimento dos funcionários com o trabalho, por exemplo, utilizando bonificações por desempenho.
  • Valorizar a inclusão: quando a empresa promove a diversidade no ambiente de trabalho, ela mostra respeito por todas as pessoas e incentiva a colaboração entre pessoas com diferentes ideias.

Como promover qualidade de vida no trabalho remoto?

O trabalho remoto é uma realidade em muitas empresas, por isso a qualidade de vida no trabalho deve alcançá-lo. 

Para cuidar do ambiente profissional daqueles que atuam em home office ou locais que não a sede da empresa, há algumas estratégias possíveis

Uma delas é oferecer uma remuneração adequada e benefícios aos trabalhadores, como vale-alimentação ou refeição, plano de saúde ou bônus por performance.

A empresa também pode apostar em treinamento e desenvolvimento, que vão auxiliar o profissional em sua jornada dentro e fora da empresa. Outra forma de motivar os profissionais é oferecendo planos de carreira, para que eles tenham chance de crescer na empresa. Também é possível flexibilizar o horário de trabalho, determinando as entregas que devem ser feitas.

Por fim, os gestores e líderes podem criar laços saudáveis com toda a equipe, mostrando que há espaço para conversa, humanizando as pessoas e fazendo com que elas se sintam confortáveis durante o trabalho.

O conhecimento dos gestores sobre a empresa é muito importante para direcioná-la para mais qualidade de vida. Por isso, para um RH mais estratégico, é fundamental a utilização de ferramentas que auxiliem na definição dos seus objetivos, na coleta e análise de dados e, por fim, a estabelecer pontos de melhorias. 

Quer dar o próximo passo? Confira o kit completo e gratuito da Sólides sobre pesquisa de clima e comece a investigar mais sobre o seu ambiente de trabalho!

Nova call to action

Sabrina Siqueira
Sabrina Siqueira
Sou apaixonada por Gestão de Pessoas desde sempre! Me tornei especialista em Gestão Comportamental, cursei administração com Ênfase em Comercio exterior (UNA), fiz Pós Graduação em Gestão Comercial e Vendas. Atualmente também sou facilitadora da Formação Analista Comportamental Profiler e Sales Enablement do time de New MRR da Sólides
Compartilhe:

Você também vai gostar!

Rolar para cima