Dicas para reduzir custos e aumentar a produtividade do seu negócio

Tempo de leitura: 9 minutos

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Há uma série de motivos que podem tornar a redução de custos o melhor trajeto a ser seguido no meio corporativo. Neste cenário, ainda é preciso considerar o número de fatores que tenham grande impacto para os resultados gerais da corporação, como a produtividade.

Antes de explorar as possibilidades relacionadas a esses fatores, é válido citar que a produtividade corresponde aos recursos aplicados para produção, qualidade e quantidade.

Sendo assim, em vez do que alguns podem classificar, vai além da quantidade. Por essa razão, é um fator constantemente trabalhado nas empresas e muitas vezes trata-se de um grande desafio.

De qualquer forma, é válido observar que nem sempre é possível alinhar completamente a amenização das despesas com a elevação da produtividade, porém, há alguns pontos que podem ser incorporados, tais como:

1. Renegociações com fornecedores

O primeiro passo nesse contexto é realizar um mapeamento de gastos e um dos aspectos de grande importância para diversas empresas são os fornecedores, desde suprimentos utilizados nos processos de produção até recursos relacionados com atividades diárias.

É algo a ser implementado em diversas situações, até mesmo quando há pagamentos pendentes. Por exemplo, se uma empresa de tratamento de água e efluentes precisa quitar determinada quantia com a fornecedora de produtos comumente empregados nos procedimentos, é interessante negociar de forma inteligente.

O mesmo se aplica em renegociações com fornecedores antigos para obter condições mais favoráveis de pagamento, que promova benefícios para ambos.

2. Melhorias na logística

A logística de uma corporação envolve diversas etapas, desde o armazenamento até a entrega dos produtos. Se por um lado algumas empresas terceirizam, outras gerenciam com um time especializado cada etapa.

Por exemplo, uma empresa que fabrica reator eletrônico deve assegurar que esse dispositivo crucial para a economia de energia em diversos aparelhos seja devidamente embalado, armazenado e distribuído.

Nesse sentido, a redução de custos pode estar associada ao uso de armazéns compartilhados, o que tem se tornado uma prática cada vez mais comuns no meio corporativo, aplicativos para identificar as melhores todas, entre outras possibilidades.

3. Tecnologia como aliada

Além dos aspectos apresentados, é válido dar ênfase ao fato de que a tecnologia é uma grande aliada nesse cenário, inclusive para amenizar as exigências de deslocamento e tornar processos mais rápidos.

Por exemplo, uma empresa que comercializa porta corta fogo de correr, elemento crucial para projetos contra incêndio, atua em diversas regiões e há necessidade de uma reunião, o que nesse caso pode ser facilmente resolvido com uma videoconferência.

Ainda mais, hoje em dia é possível encontrar os mais variados softwares de gestão que permite a integração de diversas áreas das corporações, controle e acesso facilitado de dados, entre outras possibilidades.

Dessa forma, pode-se dizer que a automatização de processos pode fazer grande diferença, não só na comunicação e gerenciamento, como também nos métodos produtivos, uma vez que equipamentos mais aprimorados podem ser empregados para reduzir os custos a médio e longo prazo, além de contribuir com a produtividade.

Sustentabilidade contribuindo na redução de custos

Uma vez que o conceito de sustentabilidade preza pela preservação dos recursos naturais, abrangendo formas inteligentes de uso, alinhar formas de redução de custos com este meio traz grandes benefícios para a empresa e sociedade em si.

Neste cenário, é válido abordar que a sustentabilidade também contribui não apenas com a imagem da empresa perante o mercado, como também em relação aos consumidores, o que pode ter um impacto significativo na produtividade.

Há uma série de caminhos que podem ser explorados de acordo com a corporação, região de atuação, estrutura, entre outras possibilidade, por exemplo:

  • redução de compostos químicos;
  • análise de produção;
  • nova política de descarte;
  • adaptações estruturais.

Os três primeiros aspectos podem ser associados, uma vez que uma nova política de descarte, pode envolver os materiais e métodos de produção e impactar os resíduos.

Como exemplificação nesse caso pode-se citar uma empresa que realiza pinturas prediais, nessa atividade, dependendo das etapas realizadas principalmente ao se tratar do preparo da superfície, diferentes resíduos podem ser gerados, é o tipo de etapa que pode ser analisada, assim como os tipos de tintas aplicadas.

Ainda assim, analisá-los separadamente é indispensável em prol de um planejamento preciso e consequentemente, resultados mais satisfatórios.

No que diz respeito às adaptações estruturais, é interessante citar que estão envolvidos tanto aspectos associados à energia e uso da água quanto mudanças em prol do aproveitamento da luz natural.

Dependendo da área da empresa, tais adaptações podem ser mais específicas, por exemplo, no setor da construção civil, recorrer ao aluguel de container para obra pode ser favorável para que essa estrutura sirva de escritório ou até mesmo para o armazenamento de diversos itens.

Além dessa alternativa, é interessante observar que parte desses fatores estão associados, uma vez que a instalação de materiais translúcidos como o vidro e o policarbonato favorecem uma maior entrada de luz, ao mesmo tempo em que podem reduzir o uso de energia elétrica durante parte do dia.

Hoje em dia, há uma série de instalações que podem contribuir com esse cenário, como lâmpadas de led, sensores de luz e o uso de energia solar, que pode estar relacionada tanto a aplicações elétricas quanto ao aquecimento solar de água.

A partir desses exemplos também é possível perceber que tanto quem lida com produtos quanto com serviços pode incorporar meios sustentáveis na empresa e conciliar com a amenização de custos.

Os principais fatores que atrapalham a produtividade

Certamente, é preciso que exista consciência de que administrar um empreendimento também está relacionado com o enfrentamento de desafios frequentes. Dessa forma, a busca por melhorias não pode cessar, principalmente para assegurar um desenvolvimento sustentável e destaque no mercado.

Além de identificar elementos cruciais para a redução de custos alinhados a uma melhor produtividade, é interessante dar ênfase as práticas que podem atrapalhar de maneira significativa esse segundo aspecto, por exemplo:

Reuniões desnecessárias

É preciso que o empreendedor tenha consciência de que reuniões que não são realmente necessárias podem atrapalhar de maneira significativa o fluxo de trabalho e como consequência

Além disso, também é preciso solicitar a presença das pessoas certas nas reuniões, pois da mesma forma que ocasiões que não eram realmente necessárias, não viabiliza uma participação proveitosa.

A não ser em casos de emergência, o ideal é que esses momentos sejam devidamente planejados, assim como os pontos a serem levantados, para que os colaboradores possam se planejar.

Ruídos na comunicação

Trabalhar a comunicação interna pode ou não demandar investimentos, mas ao se tratar deste tópico, focando na comunicação básica no dia a dia das empresas, ruídos podem gerar transtornos, estresse e comprometer a produtividade.

Por exemplo, uma empresa que atua na área de aluguel de equipamentos para construção civil, naturalmente necessita ter um controle de contratos, estoque e disponibilidade de profissionais para um auxílio caso algum ajuste seja requisitado.

Não apenas nesse cenário, como em diversas organizações, a falta de transparência nos processos e agilidade na comunicação pode comprometer os processos e a gestão, com grandes possibilidades de causar prejuízos.

Uso inadequado de redes sociais e e-mail

Tanto o e-mail quanto as redes sociais são ferramentas que podem ser exploradas de uma forma muito positiva no dia a dia, sendo que o e-mail é predominante no meio profissional e o maior cuidado que se deve ter a respeito é para que não seja utilizado de forma inadequada para fins pessoais.

De qualquer maneira, durante a execução das tarefas no dia a dia, o exagero alinhado ou não com a dispersão causada pelo uso dessas plataformas muitas vezes têm relação com a chamada procrastinação.

Pode-se citar como exemplo uma empresa que comercializa transformador abaixador, que é um dispositivo fundamental para que a tensão seja utilizada de forma adequada em diversos equipamentos e enfrenta esse tipo de problema em alguns setores.

Entre as soluções, é possível estimular a desativação de notificações, motivar os colaboradores e principalmente, transmitir a importância de colocar limites nessas aplicações.

Essas questões podem ser auxiliadas por meio de uma presença mais significativa dos gestores, assim como a implantação de ferramentas digitais que contribuem com uma maior concentração, agilidade e até mesmo com a qualidade.

De qualquer forma, é válido perceber que grande parte dos fatores estão associados com impactos emocionais causados pela ausência de suporte, que interfere também na qualidade do serviço e consequentemente nos lucros gerais da empresa.

Dessa maneira, é preciso que para a redução de despesas e potencialização da produtividade, que os processos sejam cautelosamente averiguados para identificar o que, de fato, é viável para cada corporação e seu modo de atuação.

Além desse aspectos, vale lembrar que não há um padrão a ser adotado, justamente pela necessidade de respeitar as particularidades de cada empreendimento.

Não deixe de assinar a nossa newsletter para acompanhar nossas atualizações.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of