5 desafios do mercado de trabalho para profissionais de RH e DP

Tempo de leitura: 6 minutos

O isolamento social provocado pela pandemia do coronavírus acelerou diversas transformações do mundo corporativo e trouxe novos desafios do mercado de trabalho no Brasil para profissionais que atuam nas áreas de RH e DP. 

Nesse contexto, esses profissionais precisaram se adaptar para lidar com diferentes variáveis, como a gestão remota e o uso de tecnologias. 

Neste post, vamos explicar melhor 5 desses novos desafios e como você pode contorná-los para garantir uma gestão de pessoas eficiente. Confira!

Mudanças no mercado de trabalho no Brasil

Nos últimos anos, o mercado de trabalho sofreu importantes transformações, a maioria delas impulsionada pela pandemia da Covid-19. O cenário epidêmico acabou acelerando processos que já eram tendência, como o trabalho remoto e o uso de tecnologias para automação. 

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

Além das mudanças nos modelos de trabalho, a crise econômica também trouxe novos desafios, causando demissões em massa e aumentando, consideravelmente, os números de desempregados no país. 

5 desafios do mercado de trabalho para o profissional de DP e RH

Essas mudanças de mercado trazem consigo novos desafios para o departamento pessoal e a gestão de pessoas dentro das empresas. A seguir, vamos listar as principais dificuldades, acompanhe.

1. Gestão de times remotos

Se antes as organizações estavam acostumadas a ter os colaboradores sempre por perto, hoje, com os modelos de trabalho home office e híbrido, esse acompanhamento ficou um pouco mais difícil. 

Monitorar a produtividade e a realização de tarefas, controlar horas trabalhadas e manter o engajamento dos profissionais passou a exigir um maior planejamento e organização dos times de RH e DP, que devem ficar próximos às lideranças para garantir uma gestão eficiente. 

2. Atualização na área

Diante de tantas mudanças e inovações na gestão de pessoas, outro dos desafios do mercado é se manter atualizado para novas demandas e processos da área, garantindo uma atuação otimizada, mas sem perder a humanização. 

Desse modo, é fundamental que os profissionais de RH e DP busquem treinamento e desenvolvimento constante, desenvolvendo habilidades técnicas e comportamentais, capacitando-se para utilizar novas ferramentas com o máximo de desempenho. 

3. Interpretação de dados

A grande maioria das empresas já entende que acompanhar indicadores é essencial para uma boa gestão de pessoas. Contudo, nem sempre os profissionais sabem como interpretar essas métricas e o que fazer com elas. 

Não faz sentido utilizar ferramentas como o People Analytics se você não utilizar estrategicamente os dados levantados. Assim, é importante contar com, pelo menos, uma pessoa especialista em análise de dados no time, para garantir uma atuação mais inteligente. 

4. Atração de talentos

Mesmo com os altos números de desemprego no país, algumas áreas, como a tecnologia, vivem uma verdadeira guerra por talentos. Nesses setores, o número de vagas em aberto é muito maior do que a quantidade de profissionais qualificados para ocupá-las. Além disso, as empresas ainda disputam profissionais com companhias de fora do país. 

Nesse cenário, cabe ao RH criar estratégias de employer branding, além de outras medidas, como planos de carreira e benefícios corporativos para tornar a empresa mais atrativa no mercado, conquistando o interesse dos candidatos.

5. Adaptação às ferramentas tecnológicas

A transformação digital já é uma realidade dentro dos novos modelos de organizações e é necessário que os profissionais vejam as ferramentas como aliadas na otimização de processos e na obtenção de dados e informações relevantes. 

Contudo, muitos profissionais ainda têm receio da tecnologia e acreditam que ela desumaniza os processos da gestão de pessoas. Assim, é preciso ultrapassar essa barreira e entender como, de fato, essas ferramentas auxiliam no dia a dia do departamento e como é possível extrair todo o potencial delas para garantir uma gestão mais eficiente e ágil.

Adaptando-se às mudanças do mercado

Para se adequar a esse cenário de mudanças é preciso que os profissionais de Recursos Humanos e Departamento Pessoal se reinventem constantemente e busquem desenvolver as habilidades e competências profissionais mais valorizadas no mercado. 

A seguir, explicamos melhor quais são esses diferenciais em cada uma das áreas. 

Competências e habilidades do profissional de RH 

O RH é o departamento responsável por cuidar do capital humano, colocando as pessoas no centro da organização e garantindo que elas se mantenham engajadas e produtivas. Entre as habilidades mais buscadas nesses profissionais, atualmente, estão:

  • inteligência emocional;
  • pensamento analítico e visão estratégica;
  • flexibilidade;
  • empatia e escuta ativa;
  • capacidade de liderança;
  • facilidade de comunicação;
  • visão ampla;
  • capacidade de interpretar dados e tomar decisões embasadas;
  • conhecimento em tecnologias do setor.            

Competências e habilidades do profissional de DP

Já entre os conhecimentos necessários para o profissional de Departamento Pessoal, podemos citar:

  • comunicação bem desenvolvida;
  • conhecimento das legislações trabalhistas;
  • postura motivadora;
  • domínio sobre a cultura da empresa;
  • visão preventiva e analítica;
  • facilidade para o trabalho em equipe;
  • agilidade;
  • organização;
  • afinidade com informática e tecnologia;
  • visão de processos.

Futuro do RH e DP

A revolução 4.0 trouxe diversos impactos no setor de gestão de pessoas e a tendência é que essas mudanças continuem nos próximos anos. Dessa forma, será necessário que as empresas mudem seu mindset para abraçar a inovação em todos os seus processos

Desse modo, se antes RH e DP eram setores totalmente processuais e burocráticos, hoje, eles já ocupam um espaço muito mais estratégico dentro das organizações, fornecendo dados importantes para a tomada de decisões e para uma melhoria nos resultados do negócio. 

A tendência para o futuro do trabalho é que ambos os departamentos sejam, cada dia mais, guiados pela inteligência de dados. Assim, as ações devem ser orientadas com base em informações levantadas pelo People Analytics e outros métodos de coleta e análise.

A tecnologia é o futuro da gestão de pessoas, mas isso não significa que os processos deixarão de ser humanizados. Muito pelo contrário, a tendência do novo RH é que as organizações passem a focar, ainda mais, na experiência do colaborador, oferecendo benefícios e jornadas cada vez mais flexíveis e adaptados aos perfis comportamentais presentes na empresa. 

Concluindo, com a pandemia do coronavírus, conseguimos visualizar diversas mudanças e desafios do mercado de trabalho que precisam ser superados pelos profissionais de RH e DP. Assim, se você trabalha em uma dessas áreas, é importante buscar por capacitação e atualização, para não ficar para trás. 

Agora que você já sabe quais são os maiores desafios da área e quais habilidades precisa desenvolver, descubra também como transformar tendências em resultados práticos para a empresa

0 0 votes
Article Rating


Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments