Como demitir um funcionário em pequena empresa?

homem saindo uma caixa nas mãos com os seus pertences para ilustrar a demissão humanizada
BAIXE GRÁTIS!

Aqui você encontra:

Demitir funcionários em uma pequena empresa não é uma tarefa fácil. Quanto mais enxuta é uma organização, mais próximos são seus colaboradores, o que torna o momento de desligamento muito mais delicado. 

Mas como conduzir esse processo para que ele seja tranquilo, tanto para a empresa quanto para o profissional que está sendo desligado? Neste conteúdo, trouxemos algumas dicas que vão ajudar você a encarar esse momento de forma humanizada e objetiva

Continue a leitura e confira. 

O que fazer para evitar uma demissão de funcionário?

Antes de mais nada, é importante que o empreendedor entenda tudo o que envolve uma demissão e os impactos que ela pode trazer, tanto para a organização, quanto para o próprio colaborador. 

Demitir um funcionário em uma pequena empresa pode fazer com que o restante do time acabe sobrecarregado, além de envolver custos rescisórios e gastos para a contratação de um novo colaborador. 

6 ideias criativas para processo seletivo de micro e pequenas empresas

Exatamente por isso, essa decisão deve ser tomada com muita cautela e evitada, sempre que possível. É válido refletir se existe uma forma de garantir uma melhora de desempenho do profissional, seja com treinamentos, remanejamentos ou mesmo dando mais reconhecimento a ele. 

Diversos fatores podem fazer com que o colaborador não renda o esperado e, quando a raiz do problema é uma má gestão, substituir o profissional não é a solução. Assim, é essencial analisar a gestão de pessoas e o trabalho das lideranças para entender se algo errado dentro da organização está impactando na performance do time. 

Como demitir um funcionário dentro da lei?

Nos casos em que a demissão se mostrou realmente inevitável, é preciso iniciar o processo de desligamento. É válido lembrar que você deve fazer tudo como mandam as leis trabalhistas, já que qualquer cálculo errado ou atraso no pagamento pode trazer consequências sérias para a sua empresa. 

Para ajudar você no processo de demissão, listamos a seguir as principais etapas que precisam ser realizadas. 

➡️ Curso gratuito sobre demissão responsável: acompanhe Karol Fabreto, psicóloga e especialista em Gestão de Pessoas, numa jornada de aprendizado prática que irá revolucionar a forma como você lida com as demissões em sua empresa. Faça agora o curso sobre demissão responsável da Escola de Pessoas.

Aviso prévio

O aviso prévio é o período entre o aviso de demissão e o desligamento efetivo do profissional. Ele está previsto no artigo 487 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). 

De acordo com a legislação, o aviso tem duração de 30 dias, acrescido de três dias por cada ano de trabalho do colaborador na empresa. O acréscimo máximo é de 60 dias, somando 90 dias no total. 

Quando a demissão é sem justa causa e parte do empregador, a empresa tem a obrigação de manter o colaborador trabalhando durante o período de 30 dias, ou se desejar, pode dispensá-lo imediatamente, mas precisa indenizar o valor referente ao período do aviso

Vale destacar que o aviso prévio só é devido em caso de demissão sem justa causa, quando o colaborador é demitido por justa causa, ele perde o direito ao benefício. 

Tipos de demissão: conheça as diferenças entre eles

Cálculos e pagamentos rescisórios

O cálculo de verbas rescisórias é a etapa mais importante da demissão de funcionários e precisa ser conduzido com cautela pelo responsável pelo Departamento Pessoal. É importante lembrar que erros nessa etapa podem levar a processos trabalhistas contra a empresa

Quando a demissão em uma pequena empresa parte da companhia e é feito sem justa causa, o funcionário tem direito às seguintes verbas:

  • Salário proporcional do mês ou saldo de salário;
  • Salário-família;
  • Décimo terceiro proporcional;
  • Férias vencidas acrescidas de 1/3, se houver;
  • Férias proporcionais acrescidas de 1/3;
  • Banco de horas, se houver;
  • FGTS e multa de 40%;
  • Seguro-desemprego.

Veja como realizar o cálculo de rescisão trabalhista

Prazos para pagamentos

Depois de realizar todos os cálculos das verbas, o financeiro precisa programar os pagamentos. Em todos os casos, o empregador tem até 10 dias corridos após a rescisão para realizar o pagamento

Qualquer atraso pode acarretar multa para a empresa, por isso, é importante ficar atento.  

O que dizer e fazer ao demitir um funcionário em pequena empresa?

A demissão de um funcionário não pode ser feita de qualquer jeito, ainda mais em empresas de pequeno porte, onde todo mundo se conhece mais de perto. 

Por isso, é essencial que a gestão tenha como objetivo fazer uma demissão humanizada para tentar ao máximo amenizar os efeitos negativos. 

A seguir, listamos algumas dicas para tornar esse momento menos complicado. 

Marque uma reunião

É importante escolher o melhor momento para avisar o funcionário sobre a decisão. Assim, marque uma reunião, em um local reservado, onde vocês possam conversar de forma tranquila. 

A reunião pode ser online também, o importante é que ela seja conduzida de forma humanizada e calma. No próximo tópico vamos falar um pouco sobre a demissão de forma remota. 

Se organize para o encontro, anotando tudo o que precisa ser conversado e convide apenas os profissionais necessários, como o responsável pelo RH ou DP. O ideal é que a informação seja dada pelo supervisor direto e nunca por email ou telefone. 

Não demita de surpresa

As demissões nunca devem acontecer de repente, quando o profissional não espera. É recomendado que o líder busque solucionar falhas e informe o colaborador sobre seu desempenho, fornecendo orientações e treinamentos. 

O desligamento é o último recurso quando as opções já se esgotaram e, nesse caso, o colaborador não será pego de surpresa, já que vai ter passado por tentativas de correção. 

Seja claro e objetivo

A decisão deve ser passada com o máximo de objetividade possível. Vá direto ao ponto e não alongue muito a conversa. 

Também é fundamental passar as informações com clareza, para que o colaborador entenda que está sendo desligado e não apenas recebendo um feedback negativo. 

Justifique a demissão

O funcionário precisa entender por que está sendo desligado. Assim, pontue com cordialidade as falhas de desempenho e comportamento que foram cometidas e o que levou a empresa a tomar a decisão. 

Ser transparente é fundamental para que o funcionario não pense que a decisão foi injusta ou teve motivos mais negativos, como discriminação por gênero ou cor. 

Seja gentil

Demitir um funcionário não é confortável para nenhuma das partes, então evite usar frases clichês como "isso vai ser bom para você". 

Trate o profissional como você gostaria de ser tratado e tenha em mente que o processo pode ser traumático para ele, por isso, é fundamental ser gentil e conduzir a conversa com suavidade. 

Explique os próximos passos

É válido desejar boa sorte ao profissional em suas novas oportunidades e destacar sua competência. Explique também os próximos passos para a demissão, informando sobre documentos necessários, aviso prévio, exame demissional e data para assinatura da rescisão. 

Como demitir um funcionário remotamente?

Uma conversa presencial é sempre o mais indicado na hora de demitir funcionários de uma pequena empresa. Mas nem sempre isso é possível. Hoje, com o trabalho remoto, muitas vezes a organização tem colaboradores vivendo em outras cidades, por isso, todo o processo precisa ser realizado a distância. 

Mesmo que a demissão seja remota, no entanto, ela não deve acontecer por e-mail ou WhatsApp, sem nenhum contato humano ou feedback do gestor. Veja algumas boas práticas que podem ser adotadas:

  • Marque uma videoconferência com o profissional e comunique a notícia da mesma forma que faria em uma reunião presencial;

Planeje a demissãocom antecedência, definindo processos para o recolhimento de equipamentos, assinatura de documentos, exames e outros pontos. 

Assim, você evita dúvidas e consegue fornecer todas as informações de forma clara na própria reunião. 

Demitir funcionário em pequena empresa é um processo delicado, que exige planejamento e suporte do profissional de Departamento Pessoal. Além de conduzir a entrevista demissional, é essencial que a empresa faça todos os cálculos com cuidado, para evitar erros e problemas na justiça. 

Quer garantir promoções e demissões mais acertadas? Baixe grátis nosso ebook e descubra como as avaliações de desempenho podem ajudar nessa tomada de decisão.

Sabrina Siqueira
Sabrina Siqueira
Sou apaixonada por Gestão de Pessoas desde sempre! Me tornei especialista em Gestão Comportamental, cursei administração com Ênfase em Comercio exterior (UNA), fiz Pós Graduação em Gestão Comercial e Vendas. Atualmente também sou facilitadora da Formação Analista Comportamental Profiler e Sales Enablement do time de New MRR da Sólides
Compartilhe:

Você também vai gostar!

Rolar para cima