Demissão humanizada: como diminuir o impacto de um desligamento

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Sem tempo para ler sobre demissão humanizada? Dê play no áudio abaixo para ouvir o conteúdo!

Você já conhece o processo de demissão humanizada? Trata-se de uma parte do desligamento que fica para o setor de Recursos Humanos e, normalmente, é um pouco complicada de se fazer. Podemos até dizer que é uma atitude difícil de tomar por vários fatores.

O processo de desligamento humanizado é uma estratégia que vem sendo adotada em diversas empresas. Ainda, conta com atitudes eficazes para deixar essa etapa mais amena, diminuindo os danos emocionais para o colaborador.

Neste post, falaremos sobre a demissão humanizada, tirando as suas principais dúvidas. Você saberá o conceito desse termo e formas de implantar essa estratégia em sua empresa. Continue acompanhando e boa leitura!

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

O que é demissão humanizada?

Como já mencionamos, trata-se de uma estratégia empresarial para auxiliar nessa tarefa que é bastante difícil para qualquer gestor. Além disso, é possível deixá-la menos complicada.

Mesmo sendo um processo legal, o desligamento de um colaborador deve ter aspectos mais humanos. Por isso, amenizar os efeitos negativos dessa tarefa é o principal objetivo da demissão humanizada.

Também conhecido como outplacement, a demissão humanizada surgiu na década de 60, nos Estados Unidos, época em que o desligamento em massa ocorreu nas áreas de ciência e engenharia. No entanto, esse conceito só chegou ao Brasil nos anos 80. Mas somente no século XXI é que ele tem ganhado força.

A demissão humanizada nada mais é do que um desligamento justificado, comunicado e explicado de forma bastante cuidadosa. Além disso, leva-se em consideração o respeito pelo colaborador e por toda sua trajetória dentro da empresa.

Como aderir a esse processo de desligamento?

Agora que você já sabe o conceito de demissão humanizada, mostraremos como implantar essa estratégia em sua empresa. Confira!

Prepare a reunião onde será anunciado o desligamento

Assim que a decisão de desligar o colaborador for tomada, o gestor e os profissionais do RH deverão reunir os documentos necessários para esse processo. Além de ter em mãos os valores que devem ser pagos ao profissional para já deixá-lo ciente.

Ainda, é preciso decidir em qual local o anúncio será feito e como ele será abordado. Nesse momento, somente o gestor, o profissional do RH e o colaborador que será desligado devem ter acesso às informações. Por isso, é importante ter cuidado para que esses dados não sejam vazados.

O anúncio da demissão deve ser feito pessoalmente

Muitas empresas optam por dar essa notícia por meio de um e-mail ou telefonema, o que é totalmente ruim, pois não trata o colaborador com o devido respeito que ele merece. Assim, é de extrema importância que esse anúncio seja feito presencialmente e com a presença do gestor direto.

Trate o seu profissional como você gostaria de ser tratado

Essa não é apenas uma mensagem bonita, mas algo que deve ser aplicado no dia a dia. Por isso, trate o profissional que está sendo demitido como você gostaria de ser tratado. Esse é um processo delicado e que mexe com o emocional dele, assim como o seu. Portanto, que seja uma etapa amena para ambas as partes.

Para tanto, tenha paciência e explique todos os pontos para ele. Tire todas as dúvidas. Ainda, tenha cuidado com as palavras e fale do desligamento com suavidade, deixando claro todos os seus direitos.

Prepare uma carta de demissão

Por mais cuidado que você tenha tomado para anunciar o desligamento do colaborador, ele ainda pode ficar confuso com alguns detalhes. Então, prepare uma carta de demissão, enumerando todas as razões que levaram a essa decisão, de forma bastante clara e humana.

Assim, caso ele tenha alguma dúvida, ele poderá ler a carta com calma. Além disso, coloque-se à disposição, caso ele ainda queira mais detalhes.

Reconheça o colaborador

Seja qual for o motivo da demissão, mostre ao colaborador que ele foi importante para a empresa até aquele momento — eleve sua autoestima, mostrando seus pontos positivos. Afinal, esse já é um processo bastante doloroso. Mas não se esqueça de deixar claro o porquê dele não fazer mais parte do quadro de colaboradores da instituição a partir dali.

Ofereça ajuda

É muito importante na demissão humanizada que o colaborador sinta que tem o apoio da empresa. Uma das formas é ajudá-lo a se recolocar profissionalmente. Para tanto, ofereça uma carta de recomendação ou, até mesmo, indique-o para outra organização.

Quais são os benefícios de aderir à demissão humanizada em sua empresa?

Realizar o desligamento de um funcionário é sempre uma tarefa que gera grandes impactos. Afinal, não é fácil informar a alguém que ele não irá mais trabalhar naquela empresa. Por isso, a sua condução precisa ter a forma mais humanizada possível.

Logo, o gestor deve considerar, durante o processo de demissão, o estado emocional do seu colaborador. Saber usar as palavras certas nesse momento faz toda a diferença. Mas não só com o profissional que está sendo demitido é preciso ter esse cuidado, e sim com todos os envolvidos.

A demissão humanizada tem um impacto positivo não somente para quem está sendo desligado, mas para todos que estão nesse processo. Especialmente, na vida dos profissionais que continuam na empresa. As vantagens desse tipo de processo são:

  • melhorias no clima organizacional;
  • elevação da confiança dos colaboradores na empresa;
  • fortalecimento do employer branding;
  • os valores e a responsabilidade social da organização ficam mais fortes;
  • redução dos riscos de processos trabalhistas.

Por fim, essa é uma estratégia que precisa fazer parte da cultura organizacional de uma empresa. Certamente, processos cuidadosos e humanizados na hora de demitir um colaborador fazem toda a diferença. Será que a sua organização está preparada para implementar esse tipo de desligamento?

Como você pode ver, o processo de demissão humanizada gera benefícios para todos os envolvidos. Nesse caso, empresa e colaborador não cortam laços, afinal, nunca se sabe o dia de amanhã. Quem sabe ele retorna em outro momento? Por isso, é importante tomar todos os cuidados para que ele não seja afetado negativamente durante o desligamento.

Fazer uma análise mais aprofundada sobre o tema fará você aderir a esse processo corretamente. Quer aprender mais? Leia também o conteúdo sobre outplacement.


12
Deixe um comentário

avatar
6 Comment threads
6 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
7 Comment authors
Giuliano SalesDenise BaptistaDe Carmo LeaoElisangelaCARLINA FRAGA GUERINI PERISSE Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Andrea Marcos
Visitante
Andrea Marcos

Dicas de ouro!!!

Giuliano Sales
Admin

Ei, Andrea, tudo bem?
Agradecemos demais o seu feedback.
Esperamos ter ajudado ainda mais nesse momento delicado que é o desligamento de um colaborador.
Conte com nossas produções para trazer mais insights e novidades sobre a área de RH.
Abraços.

Elaine
Visitante
Elaine

Muito boa essa condução sim. Já farei uso dessas orientações. Grata

Giuliano Sales
Admin

Ei, Elaine, tudo bem?
Ficamos muito felizes em saber que você gostou do nosso conteúdo.
Esperamos vê-la em nossos outros textos.
Abraços.

CARLINA FRAGA GUERINI PERISSE
Visitante
CARLINA FRAGA GUERINI PERISSE

Muito bom o Artigo. Tendo em vista
que , nesse momento de “Pandemia” está ocorrendo grandes números de desligamentos, no entanto alguns se apropria da situação para poder desligar aquele colaborador que já tinha em mente sua demissão.
Só que muitos não tem uma sabedoria em lidar com a estrutura da situação, e acaba trazendo desconforto a ele mesmo, totalmente perdido e ao colaborador uma frustração da forma que está sendo tratado.
Já presenciei coisa do tipo. Poderiam postar no LinkedIn esse artigo.
Obrigada !

Giuliano Sales
Admin

Oi, Carla, como está?
Agradecemos demais o seu feedback.
Realmente, essa realidade de pandemia fez muitas coisas mudarem e pessoas se aproveitarem da oportunidade para fazer desligamentos que já estavam no pensamento. Porém, cada desligamento precisa ser bem planejado e elaborado a fim de não trazer impactos futuros para a empresa.
Nossos conteúdos são publicados também em nossa página do LinkedIn: https://www.linkedin.com/posts/solidestecnologia_demiss%C3%A3o-humanizada-como-diminuir-o-impacto-activity-6660521025031163904-2U3y

Não deixe de nos seguir por lá!
Abraços.

Elisangela
Visitante
Elisangela

Excelente material

Giuliano Sales
Admin

Ei, Elisangela, tudo bem?
Agradecemos demais o feedback e ficamos muito felizes.
Não deixe de nos acompanhar em nossas atualizações diárias.
Abraços.

De Carmo Leao
Visitante
De Carmo Leao

Muito interessante a matéria. Por causa de um desligamento mal feito alguns colaboradores entram em crise afetando outras esferas de sua vida.

Giuliano Sales
Admin

Oi, De Carmo. Tudo bem?
Agradecemos pelo feedback.
Concordamos com você, pode afetar muito todo o clima organizacional, por isso precisamos ter um cuidado maior.
Continue nos acompanhando. Abraços.

Denise Baptista
Visitante
Denise Baptista

Trabalho numa rede varejista e familiar, infelizmente as demissões ocorrem lá na ponta (direto na loja) sem intervenção nossa, do RH. O que é uma pena!
Material riquíssimo, obrigada pelo artigo.

Giuliano Sales
Admin

Oi, Denise.
Muito triste saber que você não pode atuar mais diretamente nessa gestão e desligamento, pois temos certeza que sua abordagem seria incrível.
Obrigado pelo seu comentário e continue nos acompanhando!
Abraços.