Data Driven: Entenda o que é e a importância de ter um RH orientado a dados

Tempo de leitura: 13 minutos

Ser uma organização Data Driven é uma necessidade para negócios que pretendem ter relevância no mercado atual. Afinal, na era da revolução tecnológica, os dados se tornaram o novo petróleo das empresas.

Hoje, o grande volume de informações e dados gerados no mundo dos negócios exige tratamento especial. Para isso, existe a cultura Data Driven, capaz de orientar a tomada de decisão e o planejamento estratégico em busca de resultados. 

Neste post, explicaremos o conceito Data Driven, sua aplicabilidade nas organizações e os principais benefícios obtidos com ele. Veja ainda como implementar e algumas razões para investir nessa metodologia.

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

O que é Data Driven?

Trata-se de um adjetivo utilizado para qualificar processos orientados por dados. Isso significa atender aos métodos embasados na coleta e na análise de informações. 

Nas organizações, o método Data Driven usa dados digitais coletados e analisados para gerar informações que nortearão a tomada de decisão e o planejamento estratégico. Assim, a gestão será feita a partir de fontes confiáveis e não apenas por intuição ou pela experiência adquirida.  

O termo Data Driven tem origem na Ciência de Dados e significa, em português, “orientado a dados”. Exatamente o que essa metodologia propõe. 

Ainda, por ser uma ciência multidisciplinar, o Data Driven usa métodos científicos, processos e algoritmos com a finalidade de extrair conhecimento dos dados estruturados e não estruturados em um negócio

A metodologia usa a análise computacional (analytics), a partir de grandes volumes de dados, como o Big Data, para antecipar possíveis problemas e solucioná-los. Ainda, para obter insights, tudo a partir de tecnologias em inteligência artificial e machine learning. Mas falaremos sobre isso ao longo desse conteúdo. 

Por fim, por estarmos falando sobre dados digitais, podemos afirmar que as empresas Data Driven estão alinhadas à transformação digital. Dessa maneira, elas conseguem gerar informações valiosas, obter respostas rápidas e desenvolver soluções inovadoras, colocando-se à frente da concorrência. 

Qual a importância?

O conceito Data Driven não representa apenas uma ferramenta de gestão, mas uma metodologia capaz de proporcionar às organizações uma ideia mais exata do negócio que desenvolvem. Desse modo, as empresas conseguem aproveitar melhor as oportunidades, antecipar tendências e prevenir situações que podem gerar problemas. 

A principal relevância desse método é a possibilidade de coletar dados de diversas fontes, internas e externas. As ferramentas usadas por empresas Data Driven conseguem cruzar informações para que os gestores tenham um panorama claro do mercado e da organização. Isso considerando diversos fatores: clientes, produtos, concorrentes, fornecedores e a própria conjuntura do momento. 

Data Driven x Analytics Driven

Ambos os conceitos têm origem na Ciência de Dados, porém, são independentes e diferentes. Confira cada um deles:

  • Data Driven: é um processo com ênfase quantitativa, baseada em números e em modelos preditivos;
  • Analytics Driven: tem uma abordagem qualitativa, busca padrões e relações entre os dados, ou seja, usa a interpretação do contexto e outras variáveis para encontrar significados nos dados. 

Quando uma empresa usa dados de compra de clientes para decidir suas estratégias de venda, por exemplo, ela considera informações como tipos de produtos, valor da transação e histórico de pedidos. Nesse caso, ela está realizando um processo Data Driven.

Por outro lado, se ela cruza os dados de compra com informações sobre o comportamento do consumidor para depois combinar os resultados com uma pesquisa de mercado, então está usando Analytics Driven, ou seja, considerando várias camadas de análise para decidir. 

Concluímos que os dois processos são distintos, porém complementares. Ainda, que se inter-relacionam e devem caminhar lado a lado nas empresas

Cultura Data Driven, gestão e RH Data Driven

Empresas com cultura Data Driven organizam seus processos, estratégias e métricas a partir dos dados. Nessas organizações, as metodologias utilizadas estão presentes na forma de pensar e de resolver problemas. 

Na cultura Data Driven, a análise de dados faz parte de todos os níveis da organização, desde a execução de tarefas cotidianas até o comportamento dos profissionais que integram os times. 

Nesse sentido, antes de iniciar um projeto, alterar um plano ou aplicar uma estratégia, colaboradores de empresas onde a cultura Data Driven está presente conseguem respostas e insights nos dados coletados. 

Já as lideranças conseguem embasar a gestão da mesma forma, utilizando dados. Ainda, toda a estrutura da empresa está organizada para facilitar o acesso a eles, permitindo analisar essas informações

Outra característica dessas empresas é a coleta e o tratamento constante dos dados extraídos na base de clientes. Assim, elas conseguem conhecer as necessidades de consumo e promovem entregas de valor em seus produtos e serviços. 

Gestão Data Driven

Aqui, dissemos que a gestão Data Driven está embasada em dados, o que permite decisões mais pertinentes e confiáveis do que meras opiniões ou experiências adquiridas ao longo da jornada. 

No entanto, para que esse modelo de gestão tenha êxito, a empresa precisa ter uma infraestrutura adequada e contar com processos altamente padronizados. Além disso, deve ter profissionais capacitados para usar os dados nas etapas de planejamento, execução e controle. 

Logo, é dessa maneira que a gestão consegue eliminar decisões dúbias ou distorcidas, levando as lideranças a diminuírem índices de erro humano, por exemplo. 

RH Data Driven

O departamento de Recursos Humanos desponta como protagonista nas empresas. Assim, a tecnologia, o uso de dados, a automação e a inteligência artificial estão presentes com mais frequência nos processos do setor. 

O aproveitamento de dados para a tomada de decisão cresceu muito e está presente em diversas áreas em um negócio: vendas, marketing, logística e finanças são bons exemplos. 

À primeira vista, tudo pode parecer muito distante do setor. Mas o RH consegue aderir a essa tendência com facilidade. Afinal, ser orientado a dados e utilizá-los nas decisões e na condução dos processos oferece diversos benefícios para a gestão de pessoas.

Vantagens do RH Data Driven

A metodologia Data Driven pode ser aplicada no negócio de forma global e em qualquer área da empresa, inclusive o RH. Conheça alguns benefícios obtidos ao implementar métricas de gestão de pessoas.

Gera mais oportunidades de acerto

Usar dados reais e consolidados é o melhor ponto de partida para entender diversas situações comuns nas empresas. Por meio deles, fica mais fácil definir objetivos e alcançar resultados, pois o setor tem total clareza do que está acontecendo. Isso graças à análise de indicativos e outras métricas. 

Permite antever o futuro

As lições que aprendemos em experiências passadas são ótimas fontes de conhecimento e podem determinar quais fatos têm mais probabilidade de acontecer novamente. No RH não seria diferente, pois o setor consegue se preparar e antecipar possíveis problemas e desafios ao acompanhar o comportamento dos colaboradores, por exemplo.

Nesse sentido, o RH se prepara para as exigências de mercado presentes na gestão de pessoas e contribui ativamente para a atração e retenção de talentos. 

Torna o setor mais objetivo

Historicamente, o RH é conduzido de forma subjetiva, resultado de todos os fatores humanos envolvidos nos processos do setor. No entanto, as técnicas de gestão de pessoas estão evoluindo e a subjetividade perde espaço para análises mais objetivas, baseadas em dados e métricas.

Como ter um RH Data Driven?

Alguns passos para estabelecer um RH Data Driven tornam o caminho possível, independente do porte ou segmento da sua empresa. 

Forme um time de profissionais completos

Contar com profissionais de alta performance e completos em suas habilidades amplia a capacidade de inovação nas empresas. Por isso, é fundamental ter equipes com competências diversificadas e avançadas em gestão de pessoas, negócios e capacidade analítica e crítica. 

Defina objetivos

Para ter êxito, a cultura Data Driven preconiza a definição de objetivos específicos. Logo, é preciso saber onde a empresa pretende chegar. Para isso, é interessante segmentar o RH em subsistemas, como Recrutamento e Seleção, Carreira e Desenvolvimento, Cultura, Remuneração, entre outros. 

Essa divisão possibilita diagnosticar problemas e decidir quais são os mais críticos e precisam de solução. O próximo passo é elaborar um roadmap de ação, para superar os obstáculos por etapas. Ter um cronograma específico do setor ajuda a tratar as adversidades conforme a importância e urgência. 

Crie indicadores

Comece definindo o escopo dos processos realizados pelo RH, sinalizando quais atividades devem ser executadas para que as entregas ocorram satisfatoriamente. Após, tudo estruturado, defina indicadores para monitorá-los. Ainda, meça os níveis de eficiência e eficácia da organização, acompanhando o desempenho dos procedimentos produtivos. 

Correlacione os dados

Com indicadores definidos e monitorados, é hora de levantar dados e analisá-los. Para isso, crie uma agenda periódica e reserve um tempo na agenda para consolidar informações e aplicar as análises críticas necessárias. 

A melhor maneira de conseguir isso é verificando qual é a interdependência entre os números levantados e consolidados. Se possível, identifique também as relações de causa e efeito entre os dados. 

Preveja o futuro

Investir em Data Driven significa aplicar esforços de forma inteligente e direcioná-los para onde haverá mais retorno. Essa metodologia auxilia na diminuição da subjetividade do RH. Apesar de não ser tarefa simples, ter um RH orientado por dados e métricas pode fazer toda a diferença para o crescimento da organização. 

Razões para investir em Data Driven 

Agora, conheça algumas boas razões para investir em soluções Data Driven na empresa. 

Possibilita decisões mais confiáveis

Por serem dados reais e concretos extraídos do mercado e dos processos cotidianos, a confiabilidade é alta. Logo, as informações coletadas são seguras para embasar a tomada de decisão com menor possibilidade de riscos. 

Maior capacidade de predição

O método Data Driven permite reconhecer padrões e identificar tendências, pois analisa e faz o cruzamento de grandes volumes de dados. Assim, as organizações conseguem ter mais precisão para antecipar movimentos no mercado ou para se preparar diante de possíveis adversidades. 

Essa capacidade de predição contribui para melhorar o planejamento estratégico, direcionar ações e reduzir custos operacionais. 

Mais autonomia para os profissionais

A falta de autonomia dos colaboradores é um dos problemas enfrentados por organizações que ainda não aderiram ao Data Driven. A explicação está na ausência de informações disponíveis, compartilhadas e incorporadas à rotina. 

Isso faz com que os profissionais se tornem dependentes dos seus gestores, e esses de seus superiores imediatos. Essa situação torna os processos muito mais burocráticos, lentos e engessados. 

Por outro lado, organizações com uma cultura Data Driven conseguem dar autonomia aos profissionais. Assim, eles podem realizar suas atividades, tornando-se mais produtivos, otimizando seus tempos e tomando decisões mais acertadas. Isso porque, suas ações se baseiam em dados confiáveis. 

Mais facilidade para determinar o ROI

Calcular o Retorno Sobre Investimento (ROI) se torna mais fácil quando a empresa tem controle sobre seus processos. Do contrário, diante da falta de informações, muitas organizações não podem estipular métricas com precisão. 

Com a cultura norteada por dados, os gestores conseguem saber quanto cada ação executada apresentou de lucro e qual deixou de faturar. Ao ter conhecimento sobre esses números, a empresa pode direcionar investimentos e reduzir desperdícios. 

banner do ebook ROI em gestão de pessoas

Como aplicar Data Driven nas empresas?

  • aprenda a interpretar os dados. Nada adianta ter abundância de informações se a empresa não sabe usá-las estrategicamente. Por isso, é importante capacitar pessoas para lerem os dados coletados e terem insights quando necessário;
  • saiba separar os dados incorretos ou irrelevantes. Dê atenção às informações que fazem realmente sentido para a organização;
  • faça transformações na cultura organizacional. Na maioria das vezes, a cultura orientada em dados precisa ser construída. Afinal, não são raros os casos em que gestores priorizam suas experiências e opiniões para administrar os negócios, deixando de lado a precisão dos dados. 
  • utilize boas soluções tecnológicas. A tecnologia é um dos pilares para a implementação do Data Driven nas empresas. As ferramentas coletam, armazenam e cruzam dados para gerar relatórios e dar feedbacks preciosos. Portanto, além de transformar a cultura, aposte em uma revolução digital nos processos.

As soluções da Sólides

Como dissemos, a tecnologia está diretamente ligada à cultura Data Driven. E o uso de dados digitais para estabelecer métricas e ter resultados melhores nas empresas é uma decisão que vale a pena.

Mas definir a solução que dará suporte ao cotidiano da organização passa pelas necessidades de cada setor. Ademais, é indispensável considerar a capacidade que a ferramenta escolhida tem em coletar dados e analisá-los.  

A Sólides Gestão desenvolve softwares com as mais altas tecnologias para lidar com grande volume de dados e gerar relatórios relevantes para as empresas. Bons exemplos são o People Analytics e o Profiler.

Ambos usam inteligência artificial e automação de processos para a gestão de pessoas. Afinal, cuidar do maior patrimônio das empresas é a missão da Sólides. Para tanto, usamos a tecnologia para tornar o RH um protagonista.

Nossos softwares e ferramentas auxiliam em todas as atividades do setor, centralizando tudo em um só lugar. Para isso, usam inteligência de dados e geram resultados realmente transformadores para as organizações. 

Se você está interessado em saber como tomar decisões e otimizar custos, baixe nosso e-book Dados para RHs e comece a aplicar seus conhecimentos hoje mesmo. 

5 1 vote
Article Rating


Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments