Aprenda como melhorar o Controle Financeiro Empresarial com 6 dicas

Tempo de leitura: 5 minutos

Como você já sabe, fazer uma boa gestão da equipe é indispensável para o sucesso da sua empresa. Da mesma forma, o controle financeiro empresarial correto deve-se fazer presente. Afinal, é por meio do acompanhamento das contas que o empreendedor consegue lucrar e crescer.

Por isso, seguindo a nossa missão de auxiliar no desenvolvimento da sua empresa, hoje falaremos sobre como melhorar o controle financeiro do seu negócio. Preparado?! Então, vamos às dicas.

Porque fazer controle financeiro empresarial é importante?

Você sabia que quase 60% das empresas fecham as portas depois de cinco anos? A grande questão é que o sucesso de um empreendimento depende de vários fatores, como um bom produto e serviço e, principalmente, de uma boa gestão empresarial.

Dentre as diversas vertentes da gestão empresarial, o controle financeiro merece destaque. Isso porque é por meio de práticas de controle e projeção do fluxo de caixa, adequação do capital de giro, precificação correta, acompanhamento de relatórios, entre diversas outras manobras financeiras, que se alcança a lucratividade.

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

Além disso, o controle financeiro empresarial garante o controle das contas e evita surpresas na hora de fechar o caixa. Assim, o empreendedor consegue ter uma visão real sobre a situação financeira da empresa e criar ações para superar crises antes que seja tarde.

6 dicas para otimizar o seu controle financeiro empresarial

Mas, afinal, por onde começar? Calma, a gente te ajuda! Acompanhe agora 6 dicas de como otimizar o controle financeiro empresarial.

1. Defina o valor necessário de capital de giro

O capital de giro é importante para iniciar e manter as atividades da empresa em funcionamento. Esse valor é usado para custear o ciclo entre o pagamento dos fornecedores e o recebimento dos clientes. 

Sem o capital de giro a empresa pode não ter como pagar todas as dívidas dentro do prazo, o que resulta na falta de liquidez do empreendimento e no pagamento de juros e multas. 

Por isso, é fundamental calcular o valor ideal do capital de giro capaz de custear o empreendimento. Para isso, multiplique o número total de dias do seu ciclo financeiro pela média diária de gastos da empresa. Esse é o valor de capital de giro necessário.

2. Faça a precificação correta de seus produtos e serviços

Precificar produtos/serviços não é fácil. É preciso fazer uma pesquisa da concorrência e ter bons fornecedores. Afinal, um preço muito acima do mercado resulta em baixas vendas, enquanto que um preço muito baixo pode levar a prejuízo financeiro.

Dessa forma, para começar, defina todos os seus custos e despesas necessários para venda do produto ou serviço. Em seguida, determine a margem de lucro desejada, mas lembre-se de que o seu preço precisa se manter competitivo no mercado. 

O próximo passo é calcular o preço ideal. Para isso, existem muitas fórmulas, sendo a markup uma das mais comuns. Basicamente, essa fórmula realiza a soma entre os custos do produto e o lucro desejado, para obter o preço certo.

3. Controle o fluxo de caixa

O fluxo de caixa é uma das ferramentas mais importantes para o controle financeiro empresarial. Ele permite o acompanhamento, em tempo real, de todas as entradas e saídas da empresa. 

Além disso, o fluxo de caixa é capaz de fazer um projeção da situação financeira em outros períodos. Para isso, é preciso registrar todas as movimentações financeiras que ocorrem na empresa, garantindo um monitoramento assertivo.

Sem o controle do fluxo de caixa o empreendedor pode ter a visão errada sobre a real situação financeira da sua empresa. Por exemplo, é muito comum que o crescimento das vendas cause a impressão de sucesso. Todavia, se os gastos superaram o que está entrando no caixa, a empresa quebrará.

4. Reduza custos e despesas

Muitas vezes o empreendimento tem uma grande saída do caixa com compras ou serviços que são desnecessários. Por isso, o registro de todas as movimentações é tão importante. A partir disso, veja quais gastos podem ser reduzidos para garantir melhor aproveitamento dos recursos. 

Para tal, uma boa dica é classificar os custos em fixos e variáveis. Os fixos são aqueles que se repetem em ciclos, por exemplo, contas de água e luz, pagamento de funcionários, aluguel, entre outros. Já os variáveis, são relacionados a produção da venda, por exemplo, materiais, impostos, fretes, entre outros.

5. Acompanhe os resultados

O controle financeiro empresarial exige um acompanhamento assíduo dos resultados. Por isso, crie uma rotina de controle para verificar se tudo está saindo conforme o planejado ou se será necessário realizar alguma ação para evitar uma crise no empreendimento.

O ideal é que o acompanhamento dos resultados seja feito, no mínimo, uma vez ao mês. Além disso, quando se fala em despesas e receitas o controle deve se diário por meio do fluxo de caixa. Já a análise de lucratividade pode ser feita uma vez a cada seis meses.

6. Invista em ferramentas de gestão

Imagina fazer todo esse controle analisando dados e informações anotadas em papel ou registradas em planilhas? O acompanhamento fica lento, burocrático e com grandes chances de falha humana. 

Portanto, o ideal é optar por um software de gestão empresarial (ERP), com boas funcionalidades de controle financeiro. Dentre os diversos recursos oferecidos por esse tipo de sistema podemos citar fluxo de caixa, controle de contas a pagar e receber, emissão de boletos bancários, emissão de notas fiscais, entre outros.

A boa notícia é que já existem excelentes opções de softwares de gestão que cabem no bolso do pequeno ao grande empreendedor. Por exemplo, o ERP Simples Agenda é reconhecido por ter um dos melhores custos-benefícios do mercado e excelente funcionalidades financeiras. Acesse o link e saiba mais. 

E aí, gostou do conteúdo? Este artigo foi escrito pela Simples Agenda. Quer aprender mais? A Solides trabalha diariamente para auxiliar no crescimento da sua empresa. Para mais textos pensados para otimizar sua gestão, continue acompanhando o blog da Solides.

0 0 vote
Article Rating


Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments