Como contratar um profissional de Recursos Humanos?

BAIXE GRÁTIS!

Aqui você encontra:

Contratar um profissional de RH não é uma mera formalidade nas empresas. Ao contrário, pode representar um grande investimento para organizações que desejam crescer e alcançar resultados. 

Considerando que o setor de Recursos Humanos é responsável por cuidar das pessoas, é preciso tê-las ao lado do gestor, em um clima harmonioso e produtivo. Do contrário, sem engajamento e comprometimento, o negócio não sai do lugar e está fadado ao fracasso. 

Por isso, neste conteúdo você vai descobrir como um especialista em RH pode fazer a diferença na sua empresa. Continue a leitura e descubra quais são as atribuições desse profissional e quais características ele deve ter para jogar a favor do seu time. 

? Antes, que tal um presente? Preparamos um material com 11 modelos prontos para descrição de vagas. Preencha o formulário e receba grátis!

Material gratuito: 11 modelos prontos para descrição de vagas

Preencha o formulário e receba o material grátis no seu e-mail 📩

O que faz um profissional de RH?

Os profissionais de Recursos Humanos são essenciais para as empresas. Independente do porte ou segmento, contar com um especialista em RH pode fazer a diferença para empresas que desejam crescer de forma sustentável, mantendo o bom clima organizacional. 

Mas o que faz um profissional de Recursos Humanos? Inicialmente podemos dizer que ele está qualificado para trazer resultados na gestão de pessoas.

Além disso, no ambiente corporativo, ele será responsável por “organizar a casa”, ou seja, promover treinamentos, estabelecer planos de carreira, cargos e salários, realizar pesquisas de clima, entre outras inúmeras tarefas.

Sem esquecer que o RH é um setor fundamental para decisões estratégicas. Desse modo, o profissional deve participar dos processos desde o início. Nessas condições ele consegue montar o time ideal e um escopo de gestão impecável que trará resultados para o negócio. 

A seguir, conheça mais sobre as funções que o profissional de Recursos Humanos exerce no dia a dia e em quais setores a atuação dele impacta diretamente.

Especialista em processo seletivo

O profissional de RH deve encontrar a pessoa certa para cada função. O recrutamento pode ser interno, abrindo oportunidades para colaboradores que já fazem parte da equipe, ou externo, realizando processos seletivos abertos ao mercado. 

Para isso, o RH utiliza ferramentas específicas como a análise dos perfis comportamentais, para contratar a pessoa certa, reduzindo os custos e o tempo da realização de um processo seletivo. 

Veja mais: 5 modelos de descrição de vagas para contratar em pequenas empresas

Capacidade para organizar a empresa

O profissional de RH consegue criar uma cultura estratégica voltada para resultados em sua empresa, ao traçar, ao lado do CEO, a missão de organizar os valores, os princípios e até mesmo a visão do negócio. 

Ao determinar tudo isso, ele estará, indiretamente, escolhendo o perfil de pessoas que vão trabalhar na organização. 

Promove melhorias

O profissional de RH é responsável por organizar treinamentos, otimizando e aumentando a performance do time. 

Para isso, ele traçará o perfil comportamental e identificará as necessidades de cada membro da equipe. Assim será possível dar feedbacks, implementar capacitações, organizar cursos e palestras. Desta forma, a área ficará mais engajada e produtiva. 

Coletando dados e resultados obtidos nessas ações, ele também consegue identificar novos líderes no time, para a seguir, promover o desenvolvimento desses colaboradores com treinamentos alinhados conforme a necessidade.

Cuida das finanças de forma estratégica 

Em parceria com o gestor financeiro e acompanhando as métricas da organização, o profissional de RH consegue direcionar o caminho de um colaborador na empresa, traçando planos de carreira e uma política de cargos e salários. 

Promove o bom clima organizacional

O RH usa as pesquisas de clima para entender como está o engajamento e a satisfação do colaborador com a organização. Com os resultados obtidos, o profissional da área pode tomar decisões estratégicas e importantes. Assim, ele saberá como aplicar o orçamento do setor e trazer novidades voltadas às pessoas, com foco sempre no desenvolvimento humano.

Reduz o turnover (rotatividade)

Diminuir a rotatividade utilizando ações concretas é de extrema importância. Especialmente quando o mercado está muito competitivo e carente de profissionais diferenciados. 

Planos de carreira, melhoria do clima organizacional e investimentos na qualificação profissional dos colaboradores estão entre as estratégias usadas para a redução de desligamentos. 

A confiança entre o gestor de RH e o CEO deve ser plena e muito forte. Além de conhecer todo o capital intelectual da empresa, o que um profissional de RH faz é fomentar o aumento da produtividade, a redução de custos de gestão e a otimização do desenvolvimento humano. 

Diferença entre RH e DP

Ainda que pareçam semelhantes, as funções do setor de Recursos Humanos e do Departamento Pessoal são diferentes. Podemos dizer que o primeiro é um setor tático, enquanto o segundo é estratégico. 

Entre as atribuições do RH estão a seleção e recrutamento de colaboradores, a manutenção do clima organizacional e o cuidado com a relação entre os funcionários. 

Enquanto o DP cuida de toda a parte burocrática. Isso inclui folha de pagamento, processos de admissão e demissão, férias, entre outros.  

Embora diferentes, ambos são essenciais para manter a harmonia e o bom funcionamento da empresa.

Quer entender melhor sobre o assunto? Confira um conteúdo completo com as diferenças entre RH e DP.

O que saber antes de contratar um profissional de RH?

As pequenas empresas costumam ter equipes bem enxutas, não é mesmo? Sendo assim, temos a ideia equivocada que um profissional de qualquer área pode cuidar dos assuntos referentes aos Recursos Humanos. 

No entanto, existem habilidades e características que um bom especialista em RH deve ter. Afinal, lidar com pessoas nem sempre é uma tarefa fácil. Por isso, o profissional de RH deve ter o preparo necessário para conduzir determinadas situações. Confira abaixo as principais competências esperadas para esse profissional. 

Seja comunicativo

Cuidar da comunicação interna é o grande desafio para o profissional de RH. É ele quem faz a gestão das pessoas e cuida da maneira como elas se relacionam. Sendo assim, é fundamental que o responsável pelo setor de RH possa garantir que a comunicação aconteça de forma igualitária, clara e sem ruídos.

Tenha empatia

Por lidar com pessoas, o setor de Recursos Humanos é a área organizacional em que todos os colaboradores da empresa precisam confiar. O profissional de RH deve humanizar as relações e desenvolver a empatia, pensando no melhor para o clima para todos. Também espera-se que ele conserve atitudes respeitosas e justas.

➡️Entenda o que pode influenciar no clima organizacional da sua empresa

Tenha espírito inovador

O mercado de trabalho está em constante mudança. E as empresas, por menor que sejam, desejam expandir e aumentar sua lucratividade

Nesse sentido, o profissional de RH deve ser inovador e estar atento às novas estratégias e formas de conduzir as relações. Desse modo, ele garante que os colaboradores tenham acesso às melhores tecnologias para alcançarem as mudanças esperadas.

15 habilidades profissionais do futuro segundo o fórum econômico mundial

Dicas para contratar um profissional de RH

Após conhecer as características necessárias a um profissional de RH e entender a importância dessa peça-chave para a empresa, chegou o momento de saber como contratar um especialista que faça a diferença. 

A seguir, listamos cinco tópicos fundamentais para considerar antes de contratar um profissional para o setor. 

Análise do currículo

Uma das tarefas do RH é contratar pessoas, certo? Portanto, eles são especialistas em currículos, pois seu trabalho consiste em analisar diferentes perfis. Sendo assim, o currículo de um profissional de RH deve ser pautado nas boas práticas esperadas para um colaborador de excelência. 

Ao fazer a análise do currículo, considere se ele está bem estruturado, com informações relevantes e clareza em cada assunto. Além disso, ao contratar, observe se o candidato consegue adequar o próprio currículo confirme a vaga que ele planeja conquistar.

Atenção às habilidades comportamentais

O candidato deve apresentar habilidades comportamentais como inteligência emocional, capacidade de trabalhar em grupo e empatia. São habilidades necessárias em qualquer área, mais ainda para um profissional de Recursos Humanos. 

Analise com atenção se o futuro responsável pelo RH da sua empresa tem sensibilidade para questões subjetivas, especialmente aquelas que não são ensinadas nas universidades e cursos de especialização. 

Identificação com os valores organizacionais

Identificado o profissional com a qualificação necessária para o cargo, não esqueça de conhecer suas aspirações. Ou seja, o candidato deve ter identificação com os valores da organização na qual deseja trabalhar. 

Como responsável pela empresa, é seu papel avaliar se há afinidade com o negócio durante a seleção. Não deixe para pensar nisso depois da contratação. Se o profissional não estiver alinhado com a missão, visão e valores da empresa, a seleção será um tempo perdido e ambos sairão perdendo. 

Não olhe apenas para experiência prévia

Ter trabalhado na área é positivo, mas não pode ser um requisito excludente. Se o candidato tem uma qualificação invejável, mas pouca experiência e total identificação com o negócio, vale dar uma oportunidade. 

Por outro lado, aqueles com experiência comprovada estão em vantagem porque já conhecem a rotina de trabalho ao qual serão submetidos. 

Vontade de crescer e aprender

Ter ambição é fator preponderante em empresas que desejam crescer. Em geral, candidatos sem experiência prévia podem se valer desta qualidade. 

Muitos demonstram perspicácia, comprometimento e vontade de aprender. Em determinados casos é melhor investir em alguém não tão qualificado tecnicamente, mas disposto a crescer, do que gastar energia com um profissional experiente, mas acomodado, sem dinamismo nem aspirações.

Por fim, lembre-se que não há uma fórmula ou manual capaz de garantir assertividade total na contratação de um profissional de RH. No entanto, é fundamental observar as dicas acima para otimizar seu tempo e o da sua empresa. 

Quer saber mais sobre o assunto? Baixe gratuitamente nosso material contendo as principais rotinas de RH e DP para pequenas empresas

Picture of Amanda Silva
Amanda Silva
Psicóloga, com MBA em Gestão de Recursos Humanos, atuo há mais de 7 anos com recrutamento e seleção, grande bagagem em empresas de tecnologia, com definição de estratégias para atração e seleção de talentos. Hoje está como Supervisora do time de Talent Acquisition da Sólides.
Compartilhe:

Você também vai gostar!

Rolar para cima