Como o absenteísmo no trabalho impacta as contas da pequena empresa?

recrutador seguindo o roteiro de entrevista
BAIXE GRÁTIS!

Aqui você encontra:

O absenteísmo está presente em organizações de todos os portes e consiste em faltas, atrasos e saídas que afetam a produtividade no trabalho e geram custos, principalmente para as pequenas empresas que precisam otimizar os recursos para se manterem competitivas no mercado.

Pensando nisso, elaboramos este artigo para explicar o conceito de absenteísmo no trabalho, as principais causas, como é possível identificá-lo e o que pode ser feito para evitar que comprometa a saúde financeira do negócio. Confira.

O que é absenteísmo no trabalho?

Trata-se da ausência de um ou mais colaboradores na empresa durante a jornada de trabalho que pode ser de minutos, como acontece nos atrasos ou saídas adiantadas, ou de dias, ocasionadas por razões imprevisíveis. 

O absenteísmo é o ato de faltar, atrasar ou abandonar o posto de trabalho antecipadamente e com muita frequência. Esse comportamento pode ter causas diferentes. 

Por exemplo, aquela mãe que está saindo 15 minutos mais cedo todos os dias. E se ela não tiver com quem compartilhar os cuidados com a criança? É possível que ela precise ajustar seus horários para buscar o filho na escola. 

E aquele colaborador que foi sempre assíduo, mas começou a faltar ao trabalho, sem explicação, de uma hora para outra?

O RH pode investigar cada caso para descobrir quais razões estão prejudicando o colaborador, tornando as ausências frequentes. Pode ser que elas tenham relação com situações familiares, problemas de saúde ou emocionais. São fatores que afetam o desempenho profissional e prejudicam o cumprimento de horários.

Acabe com o absenteísmo: preencha o formulário e baixe o guia prático para diminuir o excesso de faltas dos funcionários ⬇️

Material gratuito: descubra como reduzir as faltas na empresa

Preencha o formulário e receba o material grátis no seu e-mail 📩

Quais são as principais causas do absenteísmo?

A seguir, listamos situações que podem afetar a presença do trabalhador na empresa. Lembramos que esses fatores podem ser externos ou internos, aparecendo juntos ou isolados ou serem difíceis de serem percebidos. No entanto, cada um deles afeta a motivação do colaborador para estar na empresa ou cumprir seus horários.  

Absenteísmo causado por fatores externos: 

  • problemas pessoais;
  • doenças de ordem física ou psicológica;
  • contextos familiares;
  • dificuldade de acesso ou precariedade do transporte público;
  • condições climáticas que impedem ou dificultam o deslocamento;
  • problemas de infraestrutura das grandes cidades (trânsito, obras, entre outros).

Absenteísmo causado por fatores internos:

  • clima organizacional hostil;
  • jornadas exaustivas ou sobrecarga de trabalho;
  • doenças ocupacionais causadas pela falta de ergonomia;
  • insalubridade e más condições de trabalho;
  • chefias autoritárias ou tóxicas;
  • bullying entre colegas;
  • assédio entre hierarquias;
  • atos discriminatórios e outras diversidades;
  • insegurança no exercício das atividades;
  • baixa motivação ocasionada pela falta de programas de desenvolvimento;
  • ausência da cultura entre empresa e colaborador. 

Como identificar o absenteísmo no dia a dia?

Para saber se o absenteísmo está presente na organização, o Departamento Pessoal deve, antes de tudo, observar o comportamento dos colaboradores. Profissionais que mantêm uma rotina de atrasos ou começam a faltar com frequência podem estar enfrentando dificuldades para se deslocar. 

Enquanto aqueles que demonstram insatisfação, costumam reclamar ou estão desinteressados em participar dos projetos podem estar vivendo uma crise pessoal e emocional. 

Identificar o problema pode ser mais fácil se a gestão de pessoas adotar indicadores capazes de medir e controlar as faltas no trabalho, especificamente a taxa de absenteísmo.  

Como o absenteísmo impacta as contas da pequena empresa?

Faltas e atrasos representam uma despesa para as empresas e exigem um controle de custos. Ainda que o controle de ponto eficaz consiga aplicar descontos diretos na folha de pagamento, cedo ou tarde, a conta do absenteísmo chega. 

Especialmente em pequenas empresas, onde o quadro de pessoal é enxuto e ausências acarretam tarefas acumuladas e prazos vencidos, a imagem da organização pode sofrer danos que afetam a credibilidade da marca no mercado e prejudicam a satisfação dos clientes. Dessa forma, as consequências atingem o faturamento das organizações. 

Ainda, o absenteísmo pode afetar a produtividade e comprometer o engajamento. Quando um colaborador falta sem justificativa, outro profissional deve concluir o trabalho em andamento. Isso exige remanejo das equipes, gera despesas com horas extras e prejudica o banco de horas, impactando a folha de pagamento. 

Como diminuir o absenteísmo no trabalho?

Como mencionamos, faltas, atrasos e saídas antecipadas comprometem as contas da empresa. A seguir, listamos medidas que o RH pode adotar para diminuir o absenteísmo no trabalho.

Apostar na comunicação interna

Ela é essencial para alinhar processos, pessoas e expectativas. A comunicação interna transparente e eficiente mantém o clima organizacional saudável, reduzindo o absenteísmo. Para tanto, o RH deve implementar canais para estabelecer o diálogo, priorizando o diálogo e eliminando ruídos. 

Oferecer e receber pareceres sobre tudo

Conversar com os colaboradores contribui para solucionar problemas de comportamento e estimula o crescimento profissional. Muitas vezes, uma causa do absenteísmo pode encontrar solução durante uma boa conversa ou por meio de um feedback

Desenvolver programas de incentivo

A motivação do colaborador se fortalece quando ele percebe que a empresa valoriza e acredita no seu potencial. Nesse sentido, a gestão de pessoas pode investir em ações que reconheçam os esforços do time, como prêmios por desempenho e recompensas por assiduidade. 

Reavaliar a jornada de trabalho

As empresas estão investindo em jornadas flexíveis, adotando novas modalidades de trabalho além do presencial. O home office e o modelo híbrido podem ajudar o colaborador a administrar questões pessoais que comprometem o trabalho.

Investir na qualidade de vida do colaborador

A pequena empresa pode promover iniciativas que zelem pela qualidade de vida dos profissionais, principalmente prezando pelo clima saudável. Conforme as possibilidades e dentro do orçamento, ações simples podem evitar afastamentos.

Fortalecer a cultura da empresa

Estimular a vivência diária da cultura organizacional é uma forma de aproximar os colaboradores da empresa. Isso aumenta a sensação de pertencimento, aspecto fundamental para alinhar objetivos. 

Nesse sentido, RH e Departamento Pessoal devem trabalhar para que o propósito do negócio não fique restrito somente às lideranças. Esses setores são protagonistas na divulgação dos valores, missão e visão organizacional, mas a responsabilidade é de todos. 

Benefícios da diminuição do absenteísmo para as contas da empresa

Diminuir as ausências durante a jornada traz muitos benefícios para as empresas. Além da redução de custos, índices baixos de absenteísmo tornam as equipes mais engajadas e produtivas, melhorando a relação do colaborador com o trabalho. 

Sendo assim, tratar o absenteísmo com responsabilidade é uma meta da gestão de pessoas e também está atribuída aos gestores. Ainda que muitas empresas desconheçam esse fenômeno, ele existe e pode impactar pessoas e orçamentos.

Agora que você conhece um pouco mais sobre absenteísmo no trabalho, é hora de colocar algumas ações preventivas em prática. Que tal baixar o infográfico sobre absenteísmo e presenteísmo e minimizar os custos na pequena empresa?

Amanda Silva
Amanda Silva
Psicóloga, com MBA em Gestão de Recursos Humanos, atuo há mais de 7 anos com recrutamento e seleção, grande bagagem em empresas de tecnologia, com definição de estratégias para atração e seleção de talentos. Hoje está como Supervisora do time de Talent Acquisition da Sólides.
Compartilhe:

Você também vai gostar!

Rolar para cima