Entenda como fazer análise preditiva com a Sólides

Tempo de leitura: 7 minutos

Você sabe como fazer análise preditiva? É evidente que o avanço tecnológico está mudando a forma como trabalhamos, não é mesmo? Graças à evolução tecnológica que impactou o cenário empresarial, o que inclui também a área de RH, não existe mais gestão de pessoas sem análise de dados. 

Assim, a análise preditiva é uma forma de utilizar esse grande volume de dados coletados para que a empresa se antecipe e evite padrões e comportamentos que podem prejudicar o sucesso do negócio. Afinal, tão importante quanto obter dados sólidos é saber aproveitá-los de maneira positiva.

Neste post, apresentaremos o significado de análise preditiva e qual a sua importância para as empresas. Além disso, você entenderá como ela pode auxiliar na conquista de times de alta performance por meio do People Analytics. Então, não deixe de acompanhar a leitura até o final!

O que é análise preditiva?

Mesmo parecendo um termo recente, a análise preditiva é um conceito antigo nas empresas. Ela surgiu pela primeira vez na década de 1940, mais precisamente, quando os primeiros computadores ocupavam uma sala inteira. 

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

Mas com o “boom” da internet, um enorme volume de dados passou a ser coletado e armazenado em nuvem, fazendo com que fosse impossível analisar tanta informação sem a ajuda da tecnologia.

Logo, saber como fazer análise preditiva pode ser entendido como realizar a combinação entre o avanço tecnológico — que inclui mineração de dados, machine learning, inteligência artificial e estatística — com o big data. 

Essa junção, faz com que softwares possam processar e entender comportamentos que se repetem, permitindo que as organizações antecipem determinadas situações e comportamentos.

Qual a sua real importância nas empresas?

Em um mercado cada vez mais competitivo, a empresa que aplica análise preditiva está um passo à frente da concorrência. Isso porque, ela permite um profundo conhecimento sobre a jornada dos seus clientes e colaboradores.

Com esses dados em mãos, por exemplo, uma determinada empresa consegue identificar o aumento de consumidores em uma região específica e, assim, direcionar sua estratégia de expansão de filiais para esse local.

Pensando no ambiente interno empresarial, a tendência do momento em dados é a aplicação do People Analytics. Essa metodologia se utiliza do auxílio da tecnologia para coletar informações sobre os indivíduos. 

Dessa forma, o RH, juntamente com gestores e líderes, pode identificar comportamentos, preferências, atividades em que os colaboradores encontram dificuldades em desenvolver, dentre outros dados.

Assim, ele pode ser mais estratégico em implantar ações assertivas de gestão de pessoas, diminuindo o turnover, atraindo e retendo os melhores talentos, aumentando o engajamento e a produtividade do time.

Já no momento de recrutar e selecionar colaboradores, o People Analytics auxilia na definição dos perfis de “dão match” com a vaga e a cultura da empresa. Ainda, quando esses profissionais forem treinados, essa cultura de dados contribuirá na identificação de quais competências devem ser desenvolvidas, individual e coletivamente.

Por último, e não menos importante, o People Analytics pode ser aliado do RH até na escolha de quais benefícios oferecer aos colaboradores. Analisando dados, como faixa etária, estado civil, quantidade de filhos e, até mesmo, peso e altura, obtém-se uma escolha mais assertiva de benefícios, por exemplo, vale-cultura e vale-academia. 

Banner_Planejamento_Estratégico

Como fazer análise preditiva na organização?

Para fazer determinadas previsões, é necessário compreender o processo de construção das análises — desde a forma correta de coletar esses dados, até a armazená-los. Agora, confira o passo a passo que preparamos para auxiliá-lo!

Defina um objetivo

Para que a análise preditiva seja realizada estrategicamente, o primeiro passo é definir bem quais serão os objetivos a serem alcançados, por exemplo:

  • entender o comportamento dos colaboradores e consumidores;
  • antever tendências;
  • identificar oportunidades;
  • definir estratégias de marketing;
  • reduzir a taxa de churn (taxa de cancelamento dos clientes), dentre outros. 

Coletar dados

Agora que você já tem os objetivos bem definidos, chegou o momento de coletar dados sólidos e confiáveis para que sua análise preditiva seja realizada com sucesso. Atualmente, as empresas contam com uma grande variedade de fontes de dados que podem colaborar nesse processo, como: 

  • avaliação de desempenho;
  • índice de flexibilidade;
  • nível de flexibilidade;
  • mapeamento de perfis comportamentais etc.

Entre as competências presentes no Profiler da Sólides, temos sociabilidade, relacionamento interpessoal, proatividade, multitarefas, organização, concentração, empatia e muito mais. Todos esses dados, colaboram para a realização da análise preditiva, ajudando na identificação de como o profissional se sente em relação à empresa. 

Assim, o RH pode tomar medidas rápidas e assertivas, de acordo com o perfil de cada colaborador, identificando pontos de melhoria para o profissional e também para a organização. 

Além disso, com o Profiler, você poderá realizar uma análise preditiva de acordo com o perfil dos colaboradores, evitando conflitos, criando um bom clima organizacional e também conseguirá reduzir a taxa do turnover.

Organização do banco de dados

Com os dados devidamente organizados e separados, fica mais fácil realizar uma análise preditiva confiável. Em um setor comercial, por exemplo, contar com um CRM ou uma plataforma de vendas online facilita o processo de arquivamento e acesso a informações fundamentais sobre cada cliente. 

Já para o setor de RH, no momento de definir as características para um cargo, por exemplo, ele pode contar com a plataforma completa de gestão talentos da Sólides. Nosso software, dentre várias funções, conta com a Engenharia de Cargos, que pode selecionar as principais competências do profissional desejado por meio da aplicação de filtros aprimorados. 

Assim, o recursos humanos pode ser mais assertivo no cruzamento de dados dos candidatos com as características necessárias para a vaga em questão.

Banner_InteligênciaArtificial

Modelagem

Essa é a parte mais esperada de como fazer uma análise preditiva. Todos os passos anteriores de preparação que você executou até aqui ajudarão nessa etapa para que seja realizado de maneira mais fácil. 

Esse modelo nada mais é que o agrupamento de técnicas matemáticas e estatísticas que processa os dados que você coletou a partir das relações criadas, fazendo com que você obtenha respostas rápidas e fáceis de visualizar.

Logo, sua análise preditiva começará a fornecer insights por meio de informações valiosas sobre as futuras perspectivas. 

Ainda, com o software da Sólides, é possível identificar o profissional que melhor se encaixa em determinada vaga, saber como ele reagirá diante de várias situações — além de um melhor entendimento do time como um todo, compreendendo os colaboradores que melhor se encaixam em determinado setor de acordo com suas soft e hard skills.

Monitoramento

Mesmo passando por todas as etapas anteriores, é preciso ter em mente que os dados podem mudar. Logo, é fundamental monitorá-los constantemente para garantir que tudo o que foi coletado e as informações alcançadas continuem sendo de confiança.

Por isso, é recomendado que o desempenho dos modelos seja revisado em uma frequência determinada, seja mensal, trimestral ou semestralmente.

Com o produto da Sólides, é possível acompanhar em tempo real e também no decorrer, a evolução do desenvolvimento das competências, quando comparamos com aplicações anteriores do Profiler na mesma pessoa, ou seja, fornecendo um gráfico amplo do desenvolvimento dos colaboradores.   

Viu como fazer análise preditiva na sua empresa pode diminuir riscos e eventuais transtornos no seu negócio? Ainda, que contar com um bom software de gestão é certamente a melhor opção para coletar, organizar e analisar dados fundamentais para contribuir diretamente para a otimização de processos e a potencialização da performance dos seus colaboradores. 

Nessa tarefa, a Sólides está pronta para ser sua aliada na identificação de gaps e também de oportunidades, auxiliando você, enquanto membro do RH, a se antecipar diante dos desafios corporativos. Logo, não deixe de acessar agora mesmo nosso e-book que contém tudo o que você precisa saber sobre People Analytics e como aplicá-lo no recrutamento e seleção.

0 0 vote
Article Rating


Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments