Como desenvolver a cultura organizacional da sua empresa?

Tempo de leitura: 7 minutos

Muito tem se falado sobre cultura organizacional e sobre a sua importância dentro das empresas inseridas no mercado moderno. No entanto, definir o termo “cultura organizacional” é ainda um desafio. De forma simplista, podemos explicar essa cultura como sendo um conjunto de valores e crenças compartilhadas que servem como pilar para o alcance dos objetivos estabelecidos pela empresa.

Muito mais do que apenas uma marca, a cultura organizacional é como uma impressão digital. Na maioria dos casos, essa impressão pode até ser similar a de outras companhias, porém, sempre existe um diferencial que a torna única. Esse diferencial é o que vai distinguir a sua empresa dos seus concorrentes e esse papel é crucial para o reconhecimento externo de qualquer empresa.

É óbvio que a popularidade da cultura organizacional já existe há bastante tempo no meio corporativo. Porém, por que será que isso está se tornando tão evidente e necessário nos últimos anos?

A resposta para essa pergunta está em uma análise realizada pelo Pew Research Center onde foi constatado o que já se imaginava: os Millennials agora são a geração mais presente no cenário de trabalho dos Estados Unidos. Como essa pesquisa está limitada apenas ao território americano, não existem dados que comprovem que isso seja a realidade do mundo inteiro. No entanto, podemos pegar esse dados como uma referência para entender sobre o comportamento das organizações recentes.

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

A visão que essa nova geração tem sobre questões relacionadas ao trabalho é o que influencia diretamente nas mudanças de hábitos e condutas de empresas. Para eles, carreira não se trata mais de um emprego estável ou extremamente duradouro, mas sim, de um trabalho em um lugar que tenha significado, valor, comunidade e cultura.

Na tentativa de responder a essa demanda dos talentos do mercado, as organizações têm tentado ativamente desenvolver as suas respectivas culturas internas. Entretanto, nesse momento inicial, é necessário entender que uma cultura é algo que se molda internamente ao longo do tempo e que não é simplesmente trazido com os funcionários que entram na empresa.

Isso funciona basicamente como um ciclo. A medida que a cultura interna se constrói, o engajamento dos funcionários em relação a ela aumenta e dessa forma ela vai se fortalecendo. A partir daí os objetivos, maneiras de fazer negócio, interações e até mesmo visões coletivas, passam a estar alinhados com essa cultura organizacional presente e contribuem também para o fortalecimento dela. Além disso, esse fortalecimento está diretamente atrelado à performance e motivação dos funcionários. Assim sendo, talentos são retidos, atraídos e os resultados tendem a crescer.

Com todos esses benefícios que podem ser trazidos com o desenvolvimento de uma cultura empresarial, você provavelmente deve estar querendo saber ao menos como dar o primeiro passo, não é? Pensando nisso, separamos algumas dicas que vão ser completamente úteis para você saber por onde começar!

Crie um significado

Quais os valores que você deseja que sejam passados para os seus clientes? Como você quer que a sua empresa seja vista internamente e externamente? Quais palavras você gostaria que fossem usadas para descrever essa companhia?

Tendo as respostas para essas perguntas, você estará pronto para começar a investir nas bases de uma cultura corporativa. Para que você e sua empresa tenham sucesso com isso, é super importante ter tudo isso muito bem alinhado e concreto, de forma que não haja nenhum tipo de dúvida nos próximos passos que vocês forem dar.

Construa um pilar

Como toda construção precisa de uma base inicial, com a cultura isso não é diferente. A base da cultura que você quer construir vão ser os valores e características que você acredita que correspondem com a sua empresa juntamente com os primeiros investimentos feitos para isso.

Com isso definido, agora é o momento de investir na propagação desses valores e da marca. Fortaleça a presença da sua logomarca dentro da empresa, dissemine frases características e faça questão que elas estejam dispostas em lugares em que todos podem ler, invista em imagens e exemplos que descrevem o comportamento do seu negócio… Enfim, todo esforço é válido. Esses tipo de atitude serão os pilares que sustentarão a sua cultura organizacional ao longo do desenvolvimento dela.

Não tente incluir todo mundo

Na tentativa de fazer com que todos os funcionários estejam incluídos na cultura que está sendo desenvolvida, a empresa pode acabar perdendo o foco ou até mesmo criando um ambiente desconfortável para grande parte dos colaboradores.

Quando criar a cultura para o seu negócio, continue com ela. Manter essa cultura é importante para que a identidade da empresa tenha mais força no mercado. Ao longo do tempo os talentos que se identificarem com ela irão aparecer e tudo vai se moldar de acordo com o que está sendo construído.

Deixe a sua liderança dizer o caminho

É muito provável que na sua liderança é que estejam os funcionários que mais tem características em comum com toda a cultura da sua empresa, afinal, essas pessoas estão na liderança por uma razão, certo?

Se você tem uma liderança assim, é imprescindível que você valorize as opiniões deles, escute o que eles têm a dizer e mais ainda, peça ajuda para eles durante todo o processo de criação e implantação da ideia que você está querendo passar através da sua empresa.

Crie rituais

Toda espécie de cultura é baseada e reforçada através de rituais cotidianos e comportamentos que condizem com aquilo que você pretende passar. Por isso, certos eventos ou acontecimentos que fazem parte da rotina da sua empresa, acabam reforçando a cultura da organização constantemente.

Se você prega o crescimento interno dentro da companhia, não faz muito sentido ficar contratando profissionais para cargos gerenciais quando é possível promover alguém para o cargo internamente. Obviamente, só é possível fazer isso se a empresa já tiver funcionários qualificados para o cargo. No entanto, é bom sempre reforçar esses valores e ideias da empresa para que eles não fiquem apenas no papel e percam a credibilidade.

Contrate de acordo com a cultura

Com o rápido crescimento e a pressa para solucionar um problema, muitas vezes pessoas são contratadas sem se pensar na cultura ou na identificação desse candidato com a empresa. Geralmente um currículo impecável se torna o único fator determinante no momento da contratação e isso, a longo prazo, pode se tornar um erro difícil de resolver.

Para que a rotatividade da sua empresa não cresça com a implantação de uma cultura corporativa, é importante sempre procurar pessoas que estejam de acordo com toda a dinâmica e os costumes da organização. Se determinada vaga for preenchida por alguém que se identifique de fato com o que a empresa quer ser e com como ela quer ser vista externamente, a chance de dar certo já aumenta excessivamente.

Sabemos que todo esse processo não é fácil, demanda tempo, dinheiro, e muita disposição para ir ajustando o que for preciso até que se chegue no ponto ideal. Não é à toa que os dados comprovam que o engajamento e a cultura organizacional estão entre os maiores desafios do RH das empresas nesse momento.

Atualmente, existem softwares que podem servir de auxílio para a identificação do perfil dos funcionários que você está procurando para a sua empresa e que condizem com o que está sendo estruturado dentro dela. Esses softwares podem ser utilizados tanto por gestores quanto por uma equipe de RH ao longo da rotina da empresa e com uma determinada frequência. O objetivo é otimizar os cargos, os funcionários e potencializar a força de uma cultura interna através da identificação dos perfis que existem na empresa.

Certifique-se de sempre revisar a cultura da sua empresa para ter certeza de que os valores estão sendo vividos. Não se esqueça que a manutenção é crucial!

Se você quiser entender um pouco mais sobre como a cultura organizacional está relacionada com os perfis comportamentais e saber como isso funciona na prática, faça o download do nosso ebook Perfis comportamentais e a cultura organizacional!

ebook_perfis_comportamentais _cultura_organizacional


4
Deixe um comentário

avatar
4 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Ana Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Ana
Visitante
Ana

Bom dia – realmente gostei de artigo – acho que devemos falar mais sobre cultura organizacional – porque cada um de nos precisa planejar e organizar as coisas de maneira certa. Pessolamente – especialmente na minha vida profisional utilizo as ferramentas digitias como Kanban – kanbantool.com. Sinto que tenho um apoio digital em termos de organizar e arranjar as tarefas – mais ainda consigo poupar muito mais tempo, porque Kanban simplesmente trabalha comigo :))) Recomendo:)

trackback

[…] relações interpessoais exercem forte influência nessa questão, pois são elas que constroem a cultura organizacional e definem os comportamentos coletivos dos […]

trackback

[…] cultura se relaciona com os colaboradores e vice-versa. Mesmo instituída, a cultura organizacional ocasionalmente passa por adaptações, pois a dinâmica do mundo e do mercado de trabalho é […]

trackback

[…] empresa, você pode fazer o mapeamento dos candidatos e selecionar aqueles que mais se adequam à cultura organizacional e ao que a sua empresa […]