Case Cooperabaeté: como a Sólides reduziu em 50% o tempo no recrutamento

Tempo de leitura: 6 minutos

O processo de recrutamento e seleção envolve diversas etapas: da captação de currículo até a contratação da pessoa para a função. Quanto maior o arco entre a avaliação curricular até o acordo com o novo colaborador, pior para a empresa, pois esse tempo afeta em produtividade e rentabilidade. 

Neste post, falaremos sobre o case da Cooperabaeté. Por meio do Sólides Profiler, a Cooperativa pode economizar mais de R$ 1.700/ mês e reduziu o prazo de contratação pela metade (de 160h para 80h por processo). Continue a leitura para conhecer essa história!   

Quem é a Cooperabaeté?

A história da Cooperabaeté começa no dia 19 de novembro de 1928, sobre a liderança de Padre Miguel Vital de Freitas Mourão que liderou oitenta e dois pioneiros para criar a primeira instituição bancária da região, batizada de Sociedade Cooperativista de Responsabilidade Ltda. Banco de Abaeté.

Atualmente, a Cooperabaeté é uma Cooperativa agropecuária que atua no segmento varejista de Postos de combustíveis, supermercados, lojas de insumos e lojas de conveniências. No segmento industrial, ela tem a Fábrica de Rações, que oferece serviços de assistência técnica ao produtor rural.

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

Ela está bem integrada aos municípios da região tendo estabelecimentos em Abaeté, Paineiras, Biquinhas e Morada Nova de Minas. A empresa já atingiu o porte médio e conta com mais de 250 colaboradores em sua rede.

Qual era o problema enfrentado pela Cooperabaeté?

Antigamente, os processos seletivos eram realizados pelos próprios gerentes. Em muitos casos, eram realizados apenas avaliações de perfil técnico das pessoas que se candidataram, o que implicava em futuros problemas para a empresa.

Grande parte dos conflitos não eram 100% resolvidos porque não se aprofundava realmente no problema e com o Profiler foi possível identificar se a equipe está com alguma “pendência” ou não. 

Antes tinha muitas pessoas para resolver as situações, mas ao mesmo tempo não tinha ninguém porque não era centralizado, e a Sólides ajudou apresentando soluções nesse sentido.

Quais as soluções implementadas pela Sólides?

Para conseguir resolver os desafios enfrentados pela Cooperabaeté, o primeiro passo implementado pela Sólides foi o de mapear a equipe de gestores e profissionalizar essa turma para auxiliar na tomada de decisões. Tudo por meio da ferramenta do Profiler.

Segundo a gerente do setor de pessoas, Ana Cristina Alves Pimenta: “a ferramenta Sólides veio somar em um momento muito importante para a empresa e, para mim, ela nos ajudou na implementação do setor específico de RH. Aprendi muito sobre os perfis comportamentais, compreendê-los melhor”.

Com o processo de recrutamento e seleção centralizado no RH, foi possível utilizar o Profiler para definir o perfil de cada candidato, colocando a pessoa certa no lugar certo. Essa mudança foi primordial trazendo efeitos positivos com o passar dos meses de implementação. 

Ainda de acordo com a Ana, o Profiler passou a ser adotado no recrutamento de todas as vagas: “no processo seletivo utilizo a ferramenta no penúltimo passo para me auxiliar na tomada de decisão. É uma ferramenta essencial para aprendermos a lidar com o comportamento humano”. 

Ao fazer a análise dos times, a empresa pode diminuir os conflitos internos — melhorando o clima organizacional — e detectar se todos estão no lugar certo de fato. Por fim essa ferramenta auxiliou também na decisão dos desligamentos. 

A Sólides não ofereceu apenas a ferramenta, mas também meios para capacitar os gestores para fazer a análise dos perfis dos colaboradores a fim de montar times de altas performances. 

“Aprendi muito com os cursos mesmo sendo EAD, a didática da Sólides com certeza é um diferencial. É notório as mudanças que a Sólides trouxe para melhor, só tenho a agradecer a todos, em especial a equipe técnica que oferece um suporte maravilhoso”, finalizou Ana Cristina.

A Sólides e a Cooperabaeté também prevê ações futuras, como o desenvolvimento dos PDI’s. Com o Profiler, é possível “comparar perfis”, essa ferramenta é primordial para comparar se a pessoa tem proximidade com a função a ser exercida.

Os resultados também foram sentidos pelos colaboradores. Janaine Marques Carvalho Braga, auxiliar de contabilidade, afirma que o teste profiler ajudou a encontrar o “eu interior”: “as perguntas são de fácil compreensão, simples e objetivas, gostei muito de ter feito, pois me ajudou a descobrir características de mim mesma, um autoconhecimento que me orientou a melhorar os comportamentos”.

Banner_Inteligencia_Artificial

Segundo ela, com o resultado do Profiler foi possível: “ter uma análise ampla de minhas qualidades e pontos que preciso aperfeiçoar, tanto pra vida pessoal quanto para vida profissional, a partir dos resultados nos enxergamos diferentes, com a certeza de onde estamos e onde queremos chegar”, finalizou Janaine.

Outra pessoa a ficar satisfeita com o contato com o Profiler foi Marina Alves da Silva, auxiliar de escritório. Segundo ela a experiência foi “de grande aprendizado e conhecimento próprio”. “O teste nos mostra o que podemos aprimorar as características que são de fato importantes para executar meu trabalho com competência sempre buscando a excelência do serviço. Achei de grande importância para as empresas, pois, conhecer melhor o perfil das pessoas ajuda a empresa a adequar os funcionários nos melhores cargos e funções”.

Quais foram os resultados obtidos?

A efetividade da plataforma impressionou os colaboradores da Cooperabaeté. Das 98% pessoas que fizeram o teste Profiler, 100% concordaram com os resultados. Dessa forma, foi possível tomar decisões mais seguras.

A ferramenta auxiliou em diversas áreas como no processo seletivo, na troca de função, no gerenciamento de conflitos, na elaboração dos PDI’s e na definição do perfil para cada um dos cargos estipulados pela empresa.

Além disso, o grau de qualidade na contratação aumentou consideravelmente, sendo possível reduzir despesas com valores significativos. Em números, a Cooperabaeté gastava, em média, 20 dias desde a triagem de currículo até a contratação e com a Sólides o processo era solucionado em 10 dias (ou até menos).

Esses resultados representam a economia de R$ 1.703,44/mês (851,72 por processo) e, em relação à economia de horas, uma redução de 160 horas/mês (80h por processo). Assim, foi possível aplicar esforços em outras áreas e serviços da gestão de pessoas como consultoria, visitas em filiais, treinamentos, gestão de conflitos, gestão de orçamento de pessoal.

O case da Cooperabaeté é apenas uma das histórias de sucesso da Sólides e seus parceiros. Por meio da gestão comportamental adequada é possível otimizar os recursos da empresa, economizando com turnover e aumentando a produtividade.

Quer saber como a Sólides pode ajudar a sua empresa a obter os melhores resultados por meio da transformação da gestão de pessoas? Aproveite a sua visita e fale agora com os nossos especialistas!


Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of