O que é o capital intelectual de uma empresa e por que ele é importante?

SAIBA MAIS

Aqui você encontra:

Hoje, boa parte das organizações entende como a tecnologia é fundamental para automatizar processos e fazer uma gestão mais eficiente. Contudo, muitas acabam valorizando excessivamente as ferramentas e esquecendo do mais importante: o capital intelectual

Uma empresa é feita por pessoas e são essas pessoas que fazem a diferença nos resultados obtidos no negócio. Por isso, investir no desenvolvimento dos colaboradores é muito importante. 

Mas como fazer isso? Neste post, vamos explicar melhor o que é o capital intelectual, porque ele é importante e como gerenciá-lo. Confira!

O que é o capital intelectual de uma empresa?

O influente pensador na área de gestão empresarial e responsável por difundir o conceito, Thomas Stewart, definiu o capital intelectual como “A soma de tudo o que todas as pessoas na sua empresa sabem, que lhe dá uma vantagem competitiva no mercado”

Portanto, trata-se de todo o nível de conhecimento, criatividade e inteligência de seus colaboradores. Ao longo da vida, os profissionais passam por diversas experiências sociais, pessoais e profissionais que vão sendo aprimoradas e desenvolvidas. 

Dentro das empresas, essas experiências individuais são um importante ativo imaterial e têm a capacidade de gerar inovações e conhecimentos na empresa.  Isso contribui para o desenvolvimento corporativo, representando um diferencial competitivo. 

Os pilares do capital intelectual

O desenvolvimento intelectual de um profissional está diretamente ligado a sua formação, experiências pessoais e conhecimentos adquiridos no ambiente de trabalho. 

Dessa forma, podemos dizer que ele é a junção de três pilares principais:

  • Capital interno: é o conjunto de processos, modelos, conceitos e sistemas informacionais e administrativos utilizados internamente na organização;
  • Capital externo: são as relações com clientes, fornecedores, marcas e stakeholders, ou seja, constitui a imagem e a reputação da empresa no mercado;
  • Capital humano: são todas as habilidades, conhecimentos, experiências e valores dos trabalhadores da organização.  

Por que investir no capital intelectual?

Se o capital intelectual se refere aos conhecimentos e habilidades dos colaboradores, a forma mais eficiente de investir nele é, justamente, oferecendo recursos que gerem mais conhecimento e potencializem habilidades

Mas muitos gestores ainda resistem em criar planos de treinamento e desenvolvimento, com medo do investimento se perder se o colaborador sair da empresa. 

Mas apesar dessa possibilidade, o investimento no capital intelectual pode trazer diversas vantagens para o negócio, como:

  • Aumenta o sentimento de reconhecimento e valorização dos colaboradores;
  • Forma profissionais mais motivados e engajados;
  • Contribui para a retenção de talentos, minimizando as taxas de turnover;
  • Garante melhores resultados individuais e em equipe;
  • Aumenta o potencial criativo e inovador do time.

Como gerenciar o capital intelectual na empresa?

Já vimos que o investimento em capital intelectual é extremamente positivo, tanto para a gestão de pessoas quanto para os resultados do negócio. 

Mas como colocar essa visão em prática e gerenciar o capital da forma correta? Confira algumas dicas!  

Ofereça capacitação e treinamento para o time

 Investir em capacitação profissional é a melhor forma de apostar na valorização do capital intelectual da empresa e preparar um time para lidar com diferentes situações. 

Por isso, é fundamental pensar em programas voltados para o desenvolvimento de soft e hard skills. Os treinamentos devem ser organizados conforme as necessidades e objetivos da empresa e as habilidades que precisam ser desenvolvidas nos profissionais. 

Invista em gestão de conhecimento

O investimento em capacitação é uma das formas de implementar uma gestão de conhecimento. Nesse processo, é importante incentivar os profissionais a compartilhar experiências, aprendizados e informações com colegas. 

Esse tipo de interação favorece um ambiente de trabalho mais criativo e integrado, com profissionais dispostos a trocar ideias e métodos de trabalho.

Além disso, garante mais autonomia para que todo o time realize suas atividades e dê apoio a outros profissionais, mesmo que alguém não possa comparecer ao trabalho.

Estimule a aplicação do conhecimento

Não adianta investir em capacitação se os profissionais não têm abertura para experimentar e colocar em prática aquilo que aprenderam. Assim, além de treinar os colaboradores, é essencial que a gestão esteja preparada para ouvir novas ideias e opiniões

Oferecer formações, mas não permitir que os colaboradores contribuam com seus novos conhecimentos pode causar um efeito negativo na empresa.

Isso porque os profissionais acabam se sentindo desmotivados, já que sabem que não serão ouvidos, o que pode afetar a produtividade e elevar o índice de turnover

Analise os resultados

Entender os resultados de seus investimentos é fundamental para direcionar melhor a tomada de decisões e evitar o gasto de recursos em ações ineficientes. O RH deve analisar dados e cruzar informações para identificar os resultados individuais e coletivos.

Para isso podem ser utilizadas ferramentas como as Avaliações de Desempenho e os Planos de Desenvolvimento Individuais (PDIs). Elas ajudam a criar um cronograma de avaliações regulares, para acompanhar de perto o desenvolvimento dos profissionais e suas habilidades. 

Apesar do capital intelectual não ser um recurso mensurável, é possível acompanhar outros indicadores para compreender resultados, como o ROI (Retorno sobre o Investimento) em treinamentos, satisfação dos clientes e taxas de turnover.  

Como vimos, o capital intelectual é todo o conhecimento que os colaboradores de uma empresa têm e aplicam nas atividades corporativas, sendo um ativo importante para a empresa se destacar no mercado.

Contudo, para potencializá-lo, é importante que a organização mantenha um programa de investimento voltado para o conhecimento e a educação corporativa

Agora que você já sabe o que é o capital intelectual, baixe nosso e-book gratuito sobre capital humano e descubra sua importância nos processo de RH e como desenvolvê-lo.

Compartilhe:

Você também vai gostar!

Rolar para cima