Benefícios flexíveis: quais são e como ir além

Conheça os detalhes e as vantagens de oferecer benefícios flexíveis aos colaboradores. Entenda quais são os tipos e como implementar.
benefícios flexíveis
Baixe grátis!

Aqui você encontra:

Cada vez mais fica claro que, para se diferenciar no mercado, as organizações precisam aderir a novos benefícios flexíveis. Uma pesquisa internacional revelou que 71% das empresas entrevistadas sentiram que o programa flexível melhorou a percepção e engajamento dos funcionários e 80% diz ter melhorado seus índices de atração e retenção.

Vale-cultura, vale-educação, auxílio home office, vale-combustível… As possibilidades são muitas e você deve estar se perguntando, "mas eu preciso aderir a todas?" Para ajudar você a responder essa pergunta, elaboramos este guia completo. Confira! 

O que são benefícios flexíveis?

Os benefícios flexíveis são todos os tipos de benefícios que se adaptam às necessidades dos colaboradores. É importante entender que essa classificação não vale para os benefícios obrigatórios determinados na CLT, já que ela envolve vantagens adicionais oferecidas pela empresa à equipe. 

Os benefícios flexíveis vão além do vale-refeição e vale-alimentação e acompanham tendências para oferecer mais qualidade de vida e bem-estar aos profissionais. 

Assim, eles são um importante diferencial competitivo para a empresa no mercado de trabalho, fazendo com que ela se destaque e atraia os melhores talentos. De acordo com uma pesquisa da consultoria Robert Half, 97% dos profissionais consideram os benefícios ao avaliar ofertas de emprego.

Entretanto, é importante saber diferenciar os benefícios tradicionais dos flexíveis. Os tradicionais são aqueles que são obrigatórios e considerados direitos trabalhistas, como vale-transporte, férias e licença maternidade. 

Já os benefícios flexíveis, podem variar de empresa para empresa e visam melhorar o engajamento, a motivação e a retenção de talentos. Eles não são obrigatórios e podem ser determinados pela empresa de acordo com a necessidade dos colaboradores.  

Segundo a legislação, qualquer empresa pode oferecer um pacote de benefícios flexíveis aos seus colaboradores, desde que eles sejam oferecidos de forma igualitária a todos. 

Quais os tipos de benefícios flexíveis?

Existem inúmeras possibilidades que compõem o pacote de benefícios flexíveis. A escolha de quais oferecer, no entanto, fica a cargo da empresa. Entre os principais, podemos listar:

  • Vale-alimentação;
  • Vale-refeição;
  • Vale-cultura;
  • Vale-educação;
  • Auxílio home office;
  • Vale-combustível;
  • Acesso a academias;
  • Assistência médica e odontológica;
  • Seguro de vida;
  • Previdência privada;
  • Entre outros. 

O cartão de benefícios flexíveis também é uma possibilidade cada vez mais utilizada nas empresas. Com ele, o empregador pode fazer uma recarga com o valor determinado, e o próprio profissional escolhe como distribuir a quantia nas diferentes categorias, de acordo com suas necessidades. 

Cartão de benefícios: o que é e quais são as vantagens para empresa?

Quais as vantagens dos benefícios flexíveis?

Oferecer benefícios flexíveis para seus colaboradores pode trazer diversas vantagens à empresa. Entre as principais, podemos destacar:

  • Melhora no clima organizacional;
  • Aumento do engajamento e motivação;
  • Redução da taxa de absenteísmo;
  • Retenção de talentos;
  • Maior atratividade no recrutamento e seleção;
  • Aumento da saúde e bem-estar dos colaboradores;
  • Melhora na produtividade do time. 

➡️ Conheça alguns dados e estatísticas de RH que podem te ajudar escolher!

Qual a importância dos benefícios flexíveis para os colaboradores?

Mais do que apenas favorecer empresas, os benefícios flexíveis também são muito importantes para os colaboradores. Isso porque, eles trazem uma capacidade maior de adaptação, permitindo que os profissionais consigam escolher os serviços mais valiosos para eles, de acordo com suas necessidades. 

Além disso, esse tipo de recurso também permite com que seja possível investir em sua saúde e bem-estar, evitando doenças e acidentes e garantindo mais produtividade e engajamento. 

Assim, ao ter flexibilidade para escolher o que mais atende às suas necessidades, por exemplo, o colaborador pode optar por comprar e cozinhar sua própria comida ou pode escolher fazer suas refeições em um restaurante mais saudável. Essa liberdade de escolha traz um sentimento de valorização ao time, tornando os profissionais mais satisfeitos e felizes.  

Saiba também:

Qual a diferença entre vale-alimentação e refeição?

O vale-alimentação e o vale-refeição são, provavelmente, os benefícios corporativos mais conhecidos. Contudo, ainda existem dúvidas sobre eles, pois muitos profissionais acreditam que se trata da mesma coisa. 

Embora em sua essência, os dois benefícios sirvam para o mesmo fim, garantir a alimentação dos trabalhadores, eles funcionam de formas diferentes. 

O vale-alimentação é oferecido pela empresa para que o colaborador adquira alimentos para o preparo das refeições. Assim, é possível utilizar em redes de supermercados, mercearias, açougues e hortifrútis

Por sua vez, o vale-refeição, por sua vez, fica disponível para a compra de alimentos prontos para o consumo, ou seja, é possível usá-lo em restaurantes, lanchonetes, padarias e aplicativos de delivery.  

O que é PAT, novas regras e como fazer [GUIA]

Tipos de benefícios flexíveis: quais são e como funcionam

A seguir, detalhamos tudo que você precisa saber sobre os principais benefícios flexíveis. Dessa forma, você consegue adequar a sua estratégia ao que é mais vantajoso para a equipe e a empresa. Você saberá tudo sobre os tipos de benefícios flexíveis:

  • Saldo livre;
  • Vale-cultura;
  • Vale-educação;
  • Auxílio home office;
  • Vale combustível.

O que é saldo livre?

O saldo livre é uma opção do cartão de benefícios flexíveis que não se enquadra em nenhuma das categorias pré-programadas. Dessa forma, o colaborador pode utilizá-lo em qualquer estabelecimento, independentemente de sua classificação.

Como funciona o saldo livre?

Com o saldo livre, o colaborador pode escolher no que deseja utilizar o valor recebido. O único requisito é que o estabelecimento aceite cartões de crédito com a mesma bandeira do cartão de benefícios. 

Essa é uma boa opção para empresas que desejam oferecer uma ajuda de custo, um reembolso ou uma gratificação aos colaboradores. Apesar de ser uma categoria dentro dos cartões de benefícios flexíveis, não é possível que o trabalhador transfira o valor de outra categoria para o saldo livre ou vice-versa. 

Onde pode ser usado o saldo livre?

  • Compras nacionais e internacionais em estabelecimentos que aceitam pagamento por cartão de crédito;
  • Serviços de streaming;
  • Compras em lojas físicas e virtuais;
  • Atividades de lazer;
  • Viagens.

Como implementar de forma estratégica o saldo livre nas empresas?

Esse é um benefício flexível interessante para ações estratégicas de endomarketing. Assim, a empresa pode utilizá-lo, por exemplo, para premiar colaboradores que bateram as metas ou que participaram ativamente de campanhas organizacionais. 

Também é possível carregar o saldo livre como uma forma de gratificação em datas específicas, para garantir mais engajamento. No Carnaval, por exemplo, é válido disponibilizar em bônus de vale-carnaval, para que o time possa utilizar como quiser durante o feriado.  

O que é vale-cultura?

O vale-cultura é um valor disponibilizado pela empresa para que o colaborador gaste com experiências culturais, como ingressos para o teatro, exposições, shows, aquisição de livros, entre outras. 

Como funciona o vale-cultura?

Esse é um benefício opcional, instituído pela Lei 12.761, de 27 de dezembro de 2012, com o objetivo de estimular o acesso à cultura. O benefício flexível é disponibilizado mensalmente no valor de R$50, por meio de um cartão de benefícios credenciado junto à Secretaria Especial de Cultura. 

Para colaboradores que recebem até cinco salários mínimos, o empregador pode optar por realizar um desconto na folha de pagamento, desde que não ultrapasse 10% do valor do benefício. Já nos casos em que a remuneração é superior a cinco salários, o desconto é obrigatório e varia entre 20% a 90%.

Onde pode ser usado o vale-cultura?

  • Cinemas;
  • Teatros;
  • Casas de espetáculos;
  • Museus e centros de exposições;
  • Livrarias e papelarias;
  • Circos. 
7 dicas para tornar o ambiente de trabalho mais descontraído e profissional

Como implementar de forma estratégica o vale-cultura nas empresas?

Esse é um benefício interessante para garantir colaboradores mais relaxados e tranquilos. Isso porque, na correria de equilibrar as contas, nem sempre os profissionais conseguem investir em momentos de lazer e cultura

Com um valor disponibilizado exclusivamente para isso, você incentiva uma pausa no mês, minimizando o estresse e proporcionando experiências divertidas. Uma boa dica para estimular o uso do vale é indicar, todos os meses, filmes, livros e espetáculos em cartaz. Para isso, é possível utilizar a intranet, a TV corporativa e outras ferramentas de comunicação interna. 

O que é vale-educação?

O vale-educação é um benefício oferecido pela empresa para impulsionar a carreira do colaborador. Ele é disponibilizado para custear cursos, graduações, especializações, entre outros. 

Como funciona o vale-educação?

Esse é um benefício oferecido para que o profissional possa se capacitar e desenvolver habilidades importantes para a sua carreira e para a empresa. O pagamento pode ser realizado por meio de um crédito no cartão de benefícios e não pode ser reembolsado. Também não permite descontos ao colaborador. 

Os cursos realizados pelo colaborador não fazem parte da jornada, portanto, precisam ser realizados antes ou depois do horário de trabalho. Os custos que a empresa têm com o auxílio podem ser deduzidos do imposto de renda como despesas para formação dos profissionais. 

Onde pode ser usado o vale-educação?

  • Universidades e faculdades;
  • Cursos profissionalizantes e técnicos;
  • Escolas de idiomas;
  • Instituições de ensino presenciais e à distância.

Como implementar de forma estratégica o vale-educação nas empresas?

O auxílio-educação é um dos melhores benefícios flexíveis para incentivar os colaboradores no desenvolvimento de habilidades. A dica é implementá-lo em conjunto com um PDI (Plano de Desenvolvimento Individual), fornecendo ao profissional os subsídios necessários para que ele consiga se capacitar para buscar promoções e oportunidades de crescimento. 

Também é possível implementar o benefício para auxiliar a formação de colaboradores em novas ferramentas e processos. 

Dessa forma, em vez de contratar treinadores e fornecer cursos dentro da organização, você pode conceder o vale para que os colaboradores realizem as capacitações em instituições de sua escolha. 

O que é auxílio home office?

O auxílio home office é uma ajuda de custo oferecida pela empresa para auxiliar o colaborador nas despesas do trabalho remoto

O valor pode ser utilizado em qualquer local que ofereça serviços que envolvam o bem-estar da categoria, por exemplo, para melhorar o escritório e comprar materiais. 

Como funciona o auxílio home office?

Essa é uma ajuda de custo para profissionais que trabalham nos modelos remoto e híbrido. O valor disponibilizado na categoria deve ser utilizado para subsidiar despesas provenientes da rotina de trabalho em casa

O colaborador pode usar o valor disponível da maneira como preferir. No caso do Cartão de Benefícios da Sólides, é possível usar transferir os valores da categoria Home Office para o Saldo Livre da carteira. 

Sólides Benefícios: o cartão de benefícios flexíveis da sua empresa!

Onde pode ser usado o auxílio home office?

  • Papelarias;
  • Lojas de materiais de informática;
  • Lojas de móveis;
  • Lojas de materiais de construção;
  • Pagamento de contas de luz e internet;

➡️ Baixe gratuitamente: Kit RH e Home Office

Como implementar de forma estratégica o auxílio home office nas empresas?

O auxílio home office é uma ferramenta estratégica de benefícios flexíveis para engajar e motivar os profissionais que trabalham de casa. Além disso, ele garante mais qualidade de vida aos colaboradores e evita que eles sofram com problemas decorrentes da falta de ergonomia. Incentivar a compra de mesas e cadeiras apropriadas, por exemplo, é importante para prevenir doenças laborais, que podem gerar afastamentos e faltas. 

Vale lembrar que, quando os colaboradores atuam de casa, a empresa têm menos custos, por exemplo, com eletricidade e aluguel de espaço. Sendo assim, é possível investir em benefícios atrativos para manter o engajamento e a satisfação do time. 

O que é vale-combustível?

O vale-combustível é um valor pago mensalmente pela empresa a seus funcionários para ajudar nos custos de deslocamento do trabalho para casa. Ele é oferecido de forma opcional aos profissionais que utilizam carro próprio como meio de transporte. 

Como funciona o vale-combustível?

Esse é um valor fixo mensal pago para cobrir os custos de deslocamento dos funcionários que não usam vale-transporte e utilizam o carro próprio. É possível estabelecer um valor de acordo com a quilometragem, no entanto, o mais comum é que o auxílio tenha um padrão para todos os colaboradores que tem direito.

Onde pode ser usado o vale-combustível?

  • Postos de gasolina.

Diferença entre vale-combustível e vale-transporte

O vale-transporte é um benefício obrigatório, definido por lei. Dessa forma, o empregador não tem opção sobre fornecê-lo ou não para os trabalhadores que precisam. Por outro lado, a CLT determina que a empresa pode descontar até 6% do salário fixo do empregado. 

Já o vale-combustível é um benefício flexível, ou seja, não está previsto na Consolidação das Leis Trabalhistas. Isso o torna um benefício opcional, que pode ser oferecido tanto para empregados em regime CLT quanto com outros tipos de contrato. O benefício não incide em descontos para o trabalhador.  

Como implementar de forma estratégica o vale-combustível nas empresas?

O vale-combustível é um benefício flexível interessante para a atração e a retenção de talentos. Ele traz um diferencial competitivo para a empresa e vantagens para os colaboradores que usam o próprio carro. 

Para que a estratégia funcione, no entanto, o processo deve contar com transparência. Por isso, é necessário deixar claro ao time como funciona o benefício. Além disso, é válido realizar uma pesquisa interna para definir um valor razoável e competitivo. 

Concluindo, existem diversos benefícios flexíveis que podem ser oferecidos para tornar sua empresa mais atrativa. Não é necessário, no entanto, que você ofereça todos eles ao mesmo tempo. Realizando uma pesquisa de clima, é possível entender melhor as necessidades dos colaboradores para, então, definir os auxílios mais interessantes para o negócio. 

O Cartão Sólides Benefícios tem tudo isso para sua empresa, além de contar com um time de especialistas para tirar qualquer dúvida a respeito de direitos trabalhistas. Com ele, você tem todo o apoio que uma PME precisa para crescer ainda mais. Confira todas as vantagens do cartão de benefícios!

Compartilhe:

Você também vai gostar!

Rolar para cima