2 estratégias para aumentar a produtividade na empresa

Tempo de leitura: 6 minutos

Sabemos que o mercado atual tem se tornado cada vez mais competitivo. Um dos motivos para isso é a quantidade crescente de organizações, que eleva a concorrência no momento em que cada uma quer conquistar o seu espaço e se destacar das demais.

Um negócio de destaque é aquele que apresenta resultados consistentes e que aumentam de maneira gradativa, e isso só é possível quando a produtividade também segue essa direção.

Pensando nisso, focar na produtividade da sua organização é um dos pilares para que ela alcance patamares mais altos e traga retornos positivos de maneira exponencial. Porém nem sempre os colaboradores estão alinhados com o nível de produção que se deseja alcançar.

Para melhorar esse desempenho e motivá-los tanto de maneira individual quanto no trabalho em equipe, apresentamos aqui duas estratégias que podem ser adotadas que visam aumentar a performance e, inclusive, melhorar a qualidade dos seus resultados: a educação continuada dos colaboradores e a análise de desempenho dos times.

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

Educação continuada: por que estimular a aprendizagem contínua?

Com a crescente automatização dos processos produtivos, estimulada pela globalização, e o consequente aumento da exigência do mercado de trabalho, sabemos que os indivíduos com maiores qualificações são aqueles que se tornam os mais procurados pelas empresas.

E por qualificação não entendemos apenas quem tem uma formação no ensino superior, mas aqueles que detêm conhecimento de outras áreas, técnicas e metodologias que favorecem a sua atuação profissional.

Certamente você vai preferir ter na sua equipe um colaborador atualizado e com diversos tipos de habilidades do que outro que se formou há muitos anos e não aprendeu nada de novo. Um profissional que se atualiza constantemente se torna multitarefas e pode ter uma visão muito mais ampla do funcionamento da organização e de seu papel dentro dela.

A educação continuada aparece, então, como uma forma de estimular os colaboradores e torná-los mais aptos para suas funções e ainda mais flexíveis para exercer diferentes atribuições que vão ampliar a quantidade e a qualidade de suas entregas.

Um analista de marketing, por exemplo, pode realizar pesquisas de mercado muito mais certeiras se souber lidar com ferramentas tecnológicas diversas voltadas para a análise de dados.

Para além da aquisição e aprimoramento de habilidades, a aprendizagem constante também permite que o profissional tenha mais confiança em seu trabalho e em si mesmo. Cursos e certificações complementam o currículo, mas, acima disso, o conhecimento favorece a independência e a proatividade.

Por isso, investir em educação continuada é medida certa para aumentar a produtividade da organização e ainda promover satisfação pessoal e profissionalde seus colaboradores. Isso permite queseu negócio seja mais lucrativo e tenha equipes multidisciplinares dispostas a impulsionar cada vez mais o sucesso da empresa.

Como esse tipo de educação pode ser estimulado?

Uma das formas mais interessantes é investir em cursos de capacitação, que podem ser feitos na própria empresa com trainees ou por meio de plataformas on-line, que são mais dinâmicas e permitem um acesso flexível por parte dos colaboradores.

Além disso, estimular a troca de experiências e conhecimentos entre os colaboradores é outra maneira de favorecer o aumento das capacidades individuais e também contribui para a melhora das relações entre as pessoas e as equipes. Os próprios gestores podem ser responsáveis por promover a educação contínua daqueles que gerenciam.

Com esses investimentos e aplicações, o incentivo à qualificação profissional constante pode se tornar parte da cultura de sua organização, de modo que todos os colaboradores se sintam motivados a seguir com seus processos de aprendizagem.

banner para clicar e conhecer a Sólides academy

Análise de desempenho: identificando oportunidades de desenvolvimento

Quando se fala em produtividade, não se pode entender esse conceito apenas como a produção total da organização e os resultados financeiros do negócio. É preciso considerar a eficiência das entregas individuais e de cada time, uma vez que melhorar a capacidade de produção é uma tarefa que começa no entendimento de cada parte do processo.

Por isso, realizar uma análise de desempenho é uma estratégia inteligente para buscar a otimização da capacidade produtiva das equipes.

Esse tipo de análise consiste na aplicação de métodos de avaliação que permitem mensurar os níveis de produtividade dos colaboradores, identificar seus pontos fortes e fracos e ainda fornecer um feedback mais acertado seguido de um plano de incentivo para potencializar suas entregas.

A avaliação pode ser realizada tanto com cada um de forma individual quanto por times, conforme suas metas predefinidas.

Com dados específicos sobre as entregas de um indivíduo ou de uma equipe, é possível reconhecer as principais dificuldades que ainda são entraves para o aumento da produtividade e transformá-las em oportunidades para o desenvolvimento da organização como um todo. Com base nisso, torna-se mais fácil criar um planejamento adequado a cada setor que vise desenvolver competências específicas e eliminar as falhas encontradas.

Uma análise de desempenho permite identificar, por exemplo, equipes que têm entregas demoradas e que acabam atrasando outros setores da organização. A partir desse resultado, pode-se localizar o que causa essa demora, como a dependência de registros manuais, e criar um plano de ação que resolva o problema, como a introdução de novas ferramentas e a capacitação dos profissionais para o seu uso.

Existem diversas formas de realizar uma avaliação de desempenho. Ela pode ser feita pelos líderes, por toda a equipe ou mesmo ser uma autoavaliação. Há também métodos com critérios mais específicos, como avaliação por competências e objetivos ou ainda por incidentes críticos.

O importante é obter resultados que permitam aos gestores identificar pontos positivos e negativos e melhorar a performance do avaliado.

Vale ressaltar, ainda, que esse tipo de avaliação também contribui para o desenvolvimento pessoal dos colaboradores e norteia seus processos de uma maneira mais clara. Tais fatores permitem que eles se sintam mais realizados dentro da função que desempenham.

Com essa visão mais ampla da produção e do comportamento dos colaboradores, certamente os planos focados em produtividade serão muito mais efetivos, ampliando os ganhos do negócio e a satisfação daqueles que contribuem para isso.

Próximo Passo!

Agora que você já conhece essas ações que podem impulsionar seu negócio, que tal começar a implementá-las para os seus colaboradores? Investir em estratégias de aumento de produtividade é o caminho certo para trazer cada vez mais destaque para a sua organização.

Então dê o próximo passo e conheça a Sólides Academy: a plataforma de educação corporativa das PME’s brasileiras.

0 0 votes
Article Rating


Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments