Atualizações no Imposto de Renda 2024: o que o contador precisa saber e como se capacitar!

Contador, já está por dentro das atualizações do Imposto de Renda de 2024? Confira as principais alterações e prepare o seu time
atualizações imposto de renda
GARANTA SUA VAGA

Aqui você encontra:

Sua equipe de contadores já está por dentro das atualizações do Imposto de Renda de 2024? Confira as principais alterações e prepare o seu time O prazo de entrega do Imposto de Renda (IR) 2024 já começou e a Receita Federal espera receber 43 milhões de declarações.

O período é o mais conturbado para os contadores, já que precisam  se atualizar sobre as novas regras, atender centenas de  clientes e ainda lidar com prazos. Veja como esse processo pode ficar mais eficiente por meio da gestão de pessoas.

Preparando a contabilidade: qual o prazo final das declarações de Imposto de Renda 2024?

O Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) é uma obrigação tributária anual que deve ser entregue por milhões de brasileiros, de acordo com as regras publicadas pela Receita Federal. Então contador, em 2024, a entrega da declaração começou no dia 15 de março e irá até 31 de maio. Ao todo, são 78 dias para o envio da obrigação.

Inicialmente, o prazo do Imposto de Renda ia até abril, mas uma das atualizações é que nos últimos anos precisou ser postergado após inúmeras contestações de contadores que precisavam lidar com o planejamento de uma série de demandas e de contribuintes que deixaram a entrega para a última hora.

Por isso, desde 2023 o prazo de entrega foi ampliado, possibilitando que profissionais contábeis e contribuintes tenham mais tempo para juntar os documentos necessários e preencher a obrigação.

E cuidado, contador: vale ressaltar que o não cumprimento do prazo final para a entrega da declaração de Imposto de Renda pode acarretar em uma série de consequências negativas para os contribuintes.  Entre elas, destacam-se as multas por atraso, que podem variar de acordo com o tempo de atraso e o valor do imposto devido. 

Além disso, os contribuintes que não entregarem sua declaração dentro do prazo podem ficar impedidos de emitir certidões negativas, o que pode afetar suas atividades financeiras e comerciais.

➡️ Confira também o curso gratuito sobre Intraempreendedorismo: gerando inovação na sua empresa!

Quais as novas regras do Imposto de Renda? 3 fatores para o contador se atentar

Em outra atualização, o Governo Federal aumentou o limite de isenção do Imposto de Renda para R$ 2.640, equivalente a dois salários mínimos vigentes. 

Assim, o que o contador precisa saber é que esta mudança não afetou as outras faixas da tabela, apenas elevou o valor até o qual o contribuinte está isento de imposto. Apesar das faixas mais altas da tabela não terem sido ajustadas, esse aumento provocou uma série de efeitos em cadeia que impactarão na obrigatoriedade da declaração e nos valores das deduções na declaração do Imposto de Renda de 2024. Veja os principais.

Obrigatoriedade de entrega do Imposto de Renda

As atualizações na tabela do Imposto de Renda também impactaram nas regras de quem é  obrigado a declarar neste ano, afinal os valores também foram atualizados. Confira as principais alterações:

  • O limite de rendimentos tributáveis subiu de R$ 28.559,70 para R$ 30.639,90;
  • O limite de rendimentos isentos e não tributáveis subiu de R$ 40 mil para R$ 200 mil;
  • A receita bruta proveniente da atividade rural subiu de R$ 142.798,50 para R$ 153.199,50;
  • O patrimônio mínimo para posse ou propriedade de bens e direitos subiu de R$ 300 mil para R$ 800 mil.

De acordo com a Receita Federal, essas mudanças farão com que cerca de 4 milhões de contribuintes deixem de declarar Imposto de Renda neste ano. 

Tributação de fundos exclusivos 

A Lei 14.754/2023, que antecipou a tributação dos fundos exclusivos e taxou as offshores, também trouxe mudanças para o Imposto de Renda de 2024. Então, contador, essas alterações impactam diretamente quem possui investimentos em entidades controladas no exterior, trusts ou deseja atualizar bens no exterior. 

Com isso, devem declarar o Imposto de Renda 2024:

  • Aqueles que optaram por detalhar os bens de uma entidade controlada como se fossem da pessoa física;
  • Aqueles que possuem trusts, instrumentos nos quais os investidores entregam seus bens para terceiros administrarem no exterior;
  • Aqueles que desejam atualizar bens no exterior.

Esses rendimentos serão tributados à alíquota de 15% sobre a parcela anual, sem a aplicação de quaisquer deduções da base de cálculo. 

Assim, isso significa que a taxa de 15% será aplicada diretamente sobre o montante total desses rendimentos, sem considerar possíveis deduções que poderiam reduzir o valor a ser tributado.

Declaração de criptoativos

Até então, os contribuintes declaravam os criptoativos e forneciam uma descrição. Agora, será necessário especificar cada investimento.

Ou seja, ao preencher a declaração , o contador precisa informar se o investimento se trata de uma altcoin ou de uma stablecoin. Além disso, o Bitcoin, principal criptomoeda do mercado, passa a ter um campo exclusivo para declaração.

Outra novidade é a exigência de informar o CNPJ do custodiante das criptomoedas. Isso impacta também quem possui criptomoedas em corretoras estrangeiras sem CNPJ.

Essas mudanças representam um detalhamento mais minucioso no processo de declaração de criptoativos, assemelhando-se ao modo como as ações são declaradas.

Não deixe de saber:

O que é o Programa da declaração do Imposto de Renda? Como incluir na contabilidade?

O Programa da Declaração do Imposto de Renda é uma ferramenta desenvolvida pela Receita Federal para auxiliar os contribuintes na elaboração e entrega da declaração.

Este programa é gratuito no site oficial da Receita Federal e permite que os contribuintes preencham e enviem suas declarações de forma segura e eficiente.

O programa é atualizado anualmente para refletir as mudanças na legislação tributária e as atualizações nos formulários e campos necessários para a declaração correta dos rendimentos, despesas, bens e direitos dos contribuintes. Assim, os contadores também podem utilizar desse sistema.

Quais temas o contador precisa saber?

Ao lidar com as atualizações do Imposto de Renda de 2024, os contadores devem estar cientes das seguintes diretrizes:

Prazo e disponibilidade do programa do Imposto de Renda

Os contadores precisam estar atentos ao prazo de entrega das declarações, que vai de 15 de março a 31 de maio. 

Além disso, é essencial que estejam cientes da disponibilidade do Programa Gerador da Declaração (PGD), que estará disponível para download a partir de 15 de março no site da Receita Federal e no aplicativo "Meu Imposto de Renda".

Nova tabela progressiva

Uma das mudanças significativas é a atualização da tabela progressiva do Imposto de Renda, com novos valores de alíquotas e isenção. 

É crucial que os contadores compreendam o limite de isenção e as novas alíquotas para orientar corretamente seus clientes sobre como elas impactam suas obrigações fiscais.

Atualizações nas obrigatoriedades

Os contadores precisam estar familiarizados com os novos valores que determinam a obrigatoriedade de declaração do Imposto de Renda, incluindo rendimentos tributáveis, isentos, bens e direitos, bem como deduções permitidas. 

Esses valores são fundamentais para determinar se um contribuinte precisa ou não declarar o imposto. E ainda, impactam diretamente na restituição ou no imposto a pagar.

Lotes de restituição

É importante que os contadores estejam cientes das datas dos lotes de restituição do Imposto de Renda para que possam informar adequadamente seus clientes sobre quando podem esperar receber suas restituições, caso tenham direito a elas.

Assim como no ano passado, as restituições começam no mês de maio e terminam em setembro. Os pagamentos acontecem de acordo com a ordem de prioridade legal, estabelecida pela Receita Federal, e data de entrega.

Parcelas e datas do imposto a pagar

Os contadores devem orientar seus clientes sobre o número de parcelas disponíveis para o pagamento do imposto devido, que é de oito vezes.

E ainda, deve informá-lo sobre a possibilidade do pagamento em débito automático ou à vista.

Por fim, essa informação é relevante para o planejamento financeiro dos contribuintes e para garantir o cumprimento das obrigações fiscais dentro dos prazos estabelecidos.

➡️ Saiba também: Futuro da contabilidade: o que esperar e como se antecipar

Como capacitar a equipe para ser eficiente com as atualizações do Imposto de Renda?

A eficiência no processo contábil é fundamental para garantir a precisão e conformidade das informações financeiras de uma organização. 

Para alcançar esse objetivo, é essencial capacitar a equipe por meio de uma abordagem eficaz de Gestão de Pessoas na contabilidade. Veja o passo a passo de como implementar:

  • Identificação das necessidades de treinamento;
  • Desenvolvimento de programas personalizados;
  • Utilização de métodos de ensino eficazes;
  • Incentivo à aprendizagem contínua;
  • Estabelecimento de um ambiente de trabalho colaborativo;
  • Reconhecimento e recompensa pelo desempenho.

Identificação das necessidades de treinamento;

Antes de iniciar qualquer programa de capacitação, é crucial identificar as necessidades específicas da equipe contábil. 

Isso pode incluir a identificação de lacunas de habilidades, atualizações regulatórias ou tecnológicas necessárias, bem como a compreensão das expectativas e objetivos da organização.

Desenvolvimento de programas personalizados

Com base nas necessidades identificadas, é importante desenvolver programas de treinamento personalizados. 

Isso pode envolver treinamento em softwares contábeis específicos, atualizações regulatórias, desenvolvimento de habilidades técnicas e comunicação, entre outros aspectos relevantes para o desempenho eficiente das funções contábeis.

Utilização de métodos de ensino eficazes

Ao fornecer treinamento à equipe contábil, é essencial utilizar métodos de ensino eficazes. Isso pode incluir treinamento presencial, workshops, treinamento online, mentoria e coaching. 

Assim, a variedade de métodos de ensino pode atender às diferentes necessidades e estilos de aprendizagem dos membros da equipe.

Incentivo à aprendizagem contínua

A aprendizagem contínua é essencial no campo contábil, onde as regulamentações e práticas estão em constante evolução. 

Incentivar e apoiar a aprendizagem contínua da equipe, seja por meio de cursos formais, participação em conferências ou autodesenvolvimento, é fundamental para ter um time em evolução e pronto para enfrentar desafios futuros.

Estabelecimento de um ambiente de trabalho colaborativo

Promover um ambiente de trabalho colaborativo é essencial para o sucesso da equipe contábil. 

Isso envolve melhorar o clima e cultura organizacional no escritório, encorajar a comunicação aberta, o compartilhamento de conhecimento e experiências entre os membros da equipe, incentivando a colaboração e o trabalho em equipe para resolver problemas e alcançar metas comuns.

Reconhecimento e recompensa pelo desempenho

Reconhecer e recompensar o desempenho excepcional da equipe contábil é fundamental para manter a motivação e o engajamento. 

Isso pode incluir reconhecimento público, recompensas financeiras, oportunidades de desenvolvimento profissional e promoções, demonstrando o valor do trabalho realizado pela equipe.

Em suma, a contabilidade passa por constantes mudanças. É preciso se atualizar para entregar o Imposto de Renda de acordo com a legislação atual. Para isso, é essencial capacitar a equipe contábil por meio de uma abordagem eficaz de gestão de pessoas.

Investir no desenvolvimento e no bem-estar da equipe não apenas melhora o desempenho individual e coletivo, mas também contribui para o crescimento e sucesso da organização como um todo. Para começar já essa tarefa e ser eficiente, não deixe de conferir nosso material gratuito sobre treinamento e desenvolvimento contínuo de colaboradores!

Compartilhe:

Você também vai gostar!

Rolar para cima