Arquitetura organizacional: entenda o que é, tipos e como estruturar

A arquitetura organizacional é uma das bases que sustenta a gestão em uma empresa.
modelos de gestão
BAIXE GRÁTIS!

Aqui você encontra:

A arquitetura organizacional é uma das bases que sustenta a gestão em uma empresa.

Assim, ela é responsável por direcionar parâmetros e ajuda os colaboradores a compreender melhor seu papel em relação ao todo e a forma como devem se relacionar com outras áreas e pessoas.

Neste artigo, vamos explicar o conceito de arquitetura organizacional e mostrar duas visões diferenciadas sobre como identificá-la na empresa. 

Ao final, daremos algumas dicas para que você possa estruturar a arquitetura em sua organização de forma eficiente. Acompanhe!

O que é arquitetura organizacional

Trata-se do modelo que representa o ciclo de vida de uma empresa e ajuda no processo de análise e gestão da organização. 

Nesse sentido, é representada graficamente pelo organograma, onde podemos visualizar os diferentes cargos e setores organizados conforme o perfil e as características do negócio.

A maneira como a arquitetura organizacional é definida influencia diretamente no dia a dia da empresa, desde fatores como a escolha do modelo de gestão até as diretrizes a serem seguidas pelos gestores em relação às suas equipes.

baixe ebook sobre modelos de gestão e aprenda mais sobre arquitetura organizacional

Tipos de arquiteturas organizacionais

A estrutura organizacional pode ser organizada de diferentes modos, de acordo com o que faça mais sentido para a empresa. 

Abaixo, listamos os tipos mais utilizados no mercado atualmente.

Linear

O formato linear é o mais antigo e simples de ser compreendido.

Ele se baseia na lógica da cadeia de comando militar, em que existe uma hierarquia muito bem definida entre os setores e os cargos e preza-se pela centralização das decisões. 

Assim, é bastante comum encontrar esse tipo de estrutura em empresas muito antigas, ou pequenas, que estejam ainda em seu início. 

Esse tipo facilita o controle das ações, mas requer certa burocratização, que pode deixar as coisas mais lentas e enviesadas.

Funcional

Na estrutura organizacional do tipo funcional a hierarquização é dada pelas funções. Dessa forma, quanto maior for a especialização de um cargo, mais alto ele se encontra no organograma da empresa. 

Trata-se de um modelo que pode causar certa confusão no início, já que as lideranças não são muito bem delimitadas como no modelo linear.

Nesse formato, uma mesma pessoa pode ter que responder a mais de um gestor, e os gestores não têm pleno controle sobre tudo o que acontece nas posições abaixo de si na estrutura. 

Linha-staff

O tipo de arquitetura organizacional linha-staff reúne os benefícios dos tipos linear e funcional

Basicamente, mantém-se a estrutura linear com suas linhas de comando mais definidas e criam-se setores de apoio especializado, com cargos de consultores.

Em geral, os setores consultivos estão localizados nas partes superiores da estrutura, prestando assistência à alta gestão em assuntos mais estratégicos para o negócio. 

Em empresas com estratégias mais avançadas, é comum encontrar o setor de RH nessa posição, mostrando a valorização do capital humano.

Matricial 

A estrutura organizacional matricial é utilizada em empresas que trabalham com diferentes frentes de projetos. 

Nesse modelo, mantêm-se a estrutura linear e, paralela a ela, criam-se as estruturas dos projetos, que utilizam as mesmas pessoas da estrutura linear, porém para o atendimento das necessidades específicas do projeto.

Nesse formato, o colaborador segue respondendo normalmente ao gestor do setor no qual está alocado, mas também se torna responsável por uma frente de projeto e precisa se reportar ao gestor daquele projeto. 

Assim, um profissional de marketing que é alocado no projeto X, por exemplo, responderá tanto ao gestor de marketing quanto ao responsável pelo projeto X.

Classificações por departamentalização

Outra forma de enxergar a arquitetura organizacional é partindo da perspectiva dos departamentos, conforme explicamos a seguir.

Territorial

Na arquitetura organizacional territorial, o principal fator de organização da estrutura é geográfico

Para empresas com operações em várias localidades, esse é um formato que contribui com a estratégia de crescimento empresarial, já que cada localidade têm a sua própria estrutura. 

Nesse formato, os diretores regionais são alocados logo abaixo da presidência.

Por clientes

Na estrutura organizacional por clientes o foco está no público a ser atingido

Em uma loja de departamentos, pode-se ter estruturas diferentes para atender ao público masculino, feminino e infantil. 

Isso impacta na gestão estratégica desses públicos, direcionando melhor as ações.

Por processos

O modelo de arquitetura organizacional por processos é mais utilizado em indústrias, onde cada etapa do processo de produção (preparação, montagem, acabamento, despacho etc.) pode ser complexa o suficiente para ter toda uma estrutura envolvida

Esse tipo de abordagem ajuda a definir melhor detalhes como as ferramentas de gestão a serem utilizadas, tipos de cargos necessários e afins.

Por projetos

Na estrutura por projetos, a organização é montada para cada empreitada iniciada

Trata-se de um modelo muito presente em construtoras, onde cada empreendimento tem quase uma empresa inteira envolvida.

Como estruturar a arquitetura organizacional

A estrutura de uma empresa nasce junto dela, de forma natural. Contudo, nem sempre ela se desenvolve conforme as necessidades do negócio, por isso, pode precisar ser revista. 

Para estruturar a arquitetura organizacional em uma empresa é importante ter atenção aos seguintes passos:

  • entenda o cenário atual da empresa;
  • identifique as mudanças necessárias;
  • prepare os processos e as pessoas para as mudanças;
  • implemente as mudanças aos poucos;
  • acompanhe os efeitos das mudanças e faça ajustes sempre que necessário;
  • avalie periodicamente a eficácia do modelo adotado.

O uso de ferramentas e metodologias de gestão, como o golden circle, são muito úteis nesse processo. 

Uma vez que ajudam a identificar o que realmente importa para o desenvolvimento da empresa e, assim, direcionar as ações com maior precisão. 

Outra questão muito importante a ser considerada é a cultura organizacional, que precisa estar alinhada à estrutura definida para que uma preste suporte à outra.

banner baixe ebook sobre Cultura organizacional: o que é, sua importância e como fortalecer na empresa e aprenda mais sobre arquitetura organizacional

Conclusão

Como vimos, a arquitetura organizacional funciona como um esqueleto para os processos da empresa, determinando a forma como são estabelecidas as interações entre as pessoas e os diferentes níveis de responsabilidades e tomadas de decisão. 

Por mais que a sua organização já tenha um modelo definido, é sempre bom avaliar se ele está sendo eficaz, ou se algumas mudanças poderiam surtir ótimos efeitos para o negócio.

Por falar em avaliações e mudanças, como anda o planejamento estratégico da sua empresa? 

Aproveite esse momento de revisão de processos para repensar seu planejamento estratégico com nossa planilha gratuita de planejamento estratégico!

Isabella Furbino
Isabella Furbino
Sou coordenadora de Treinamento e Desenvolvimento na Sólides, mentora de profissionais de RH e também para empresas do terceiro setor. Sou Especialista em Gestão Comportamental e facilitadora da Formação Analista Comportamental Profiler há 5 anos. Me formei em Psicóloga (UFMG) e sou pós-graduada em Gestão de Negócios (IBMEC BH)
Compartilhe:

Você também vai gostar!

Rolar para cima