Gestão Comportamental: gestão de pessoas e análise do comportamento

Tempo de leitura: 9 minutos

O comportamento tem sido estudado há centenas de anos com o objetivo de entender melhor as pessoas e as suas necessidades. De acordo com o dicionário, ele pode ser definido como uma ação ou reação de alguém diante de estímulos sociais ou de sentimentos e necessidades íntimos (ou uma combinação de ambos). Promover uma gestão de pessoas com a análise do comportamento é essencial para as empresas.

O comportamento é basicamente a forma como as pessoas lidam e reagem aos estímulos que elas recebem. Nesse meio termo aparece a Gestão Comportamental, a análise do comportamento a serviço do gerenciamento do capital humano.

Diferente dos métodos tradicionais de gerenciamento, ela é fundamental para o bem-estar e o aumento de produtividade dos colaboradores. Por meio da Gestão Comportamental — análise do comportamento —, você identifica os pontos fortes dos profissionais para desenvolvê-los da melhor forma no trabalho.

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

Ficou interessado e quer descobrir um pouco mais sobre como o método pode ser imprescindível no dia a dia da sua empresa? Então acompanhe a leitura!

Quando surgiu o método?

A Gestão Comportamental surgiu em 1950 a partir das teorias criadas pelos estudiosos Maslow e Herzberg sobre motivação, objetivos e o comportamento humano individual e em conjunto.

Desde então, essa estratégia vem sendo implementada em muitas empresas e hoje faz uma enorme diferença no ambiente organizacional. Esse método, cada vez mais, vem aumentando a motivação e a produtividade dentro das empresas.

Resumindo: a Gestão Comportamental foca na análise do comportamento com ênfase na melhora da qualidade de vida no trabalho.

Como funciona sua gestão?

O significado de Gestão Comportamental está completamente ligado ao uso da psicologia e da estratégia como o centro de um gerenciamento de pessoas.

Gerir por meio do comportamento é saber encontrar o perfil de desempenho de cada membro da sua equipe, entendendo o que é ou não valor para eles. Assim, você pode desenvolver um trabalho de posicionamento e engenharia de cargo ideal com cada um dos colaboradores a partir das competências comportamentais.

O objetivo central é colocar as pessoas certas no lugar certo. Assim, você pode se basear nas habilidades mais fortes de cada profissional, em vez de buscar melhorar aquelas que ainda não têm nível alto o suficiente ou simplesmente não combinam com o seu estilo de vida atual.

Fazendo isso, você reduz drasticamente o turnover, diminuindo a rotatividade dentro da sua empresa. Além disso, você torna o ambiente de trabalho mais amigável e com um clima agradável para todos.

Por outro lado você aumenta o bem-estar e a produtividade dos colaboradores, enquanto ainda colabora para o fortalecimento da cultura da sua empresa. Não se esqueça: por meio da Gestão Comportamental, as pessoas são geridas com foco no desenvolvimento humano.

Para o que a análise do comportamento é importante?

Bom, sabemos que as pessoas são contratadas pelas suas competências e são demitidas pelo seu comportamento, certo?

Isso acontece pois, muitas vezes, quem faz o processo seletivo se preocupa mais em valorizar as habilidades técnicas do que analisar o perfil do candidato e se seu fit cultural está adequado.

Essa porcentagem tem um reflexo extremamente agressivo na receita de uma organização. O custo em selecionar a pessoa errada pode chegar à casa das centenas, milhares e, às vezes, milhões de reais.

Esse custo só é superado em médio ou longo prazo, por meio da maior produtividade alcançada pelos colaboradores com melhor desempenho. No final desses processos, acabam sendo eles os únicos a continuar na empresa.

Além disso, uma contratação errada também pode impactar negativamente a moral — ou seja, a percepção de valor individual dentro da empresa — de todos os outros colaboradores. O que resulta, também em um clima organizacional desajustado.

Quais são os benefícios da Gestão Comportamental?

Gerir pessoas baseando-se na análise comportamental permite o alinhamento entre o colaborador e o restante da equipe, a empresa, os valores, metas e missão. Assim, você identifica o perfil comportamental que a empresa deseja contratar e o que é adequado para determinada vaga.

Aumento de produtividade

Ao conhecer os perfis comportamentais (executor, comunicador, planejador e executor) dos colaboradores da sua empresa, você pode fazer a gestão de forma muito mais efetiva e prática. A Gestão Comportamental incentiva que cada colaborador desenvolva as atividades que o motivam.

Assim, você gera aumento de produtividade e engajamento entre a equipe.

Otimização dos investimentos

Invista em treinamentos que realmente contribuirão para o desempenho individual de cada colaborador com o conhecimento dos perfis.

A Gestão Comportamental é capaz de tornar cada um dos colaboradores aptos a gerir seu próprio comportamento, visando aumentar o autoconhecimento que é essencial para o desenvolvimento humano.

O que a Gestão Comportamental envolve?

Entre os diversos pontos importantes para a gestão de pessoas, os de característica comportamental estão relacionados ao foco na cultura e na exploração de habilidades naturais de cada profissional. Ou seja, aquilo que cada pessoa desenvolve com maior talento e menor esforço.

Assim, a Gestão Comportamental envolve entender que cada colaborador pertence a um grupo de perfis dentro da sua empresa. Por isso, um profissional precisa de tratamento personalizado que esteja de acordo com o seu modelo mental, a forma como ele entende o mundo ao seu redor e a sua função no trabalho.

Segundo um estudo realizado pela Great Place To Work, desde 2004 todos os locais considerados como um ótimo ambiente para se trabalhar têm uma rotatividade bem menor do que a média nacional. Enquanto nessas empresas a taxa de demissões sem justa causa é de 23,1%, nas demais organizações esse valor sobre para 40,2%.

Além disso, a porcentagem de desligamentos voluntários também é significativamente menor nas empresas premiadas: 11% contra 25% das tradicionais. Isso resulta em 31,8% menos demissões e 14% menos pedidos de desligamento.

A retenção de talentos com certeza vai trazer muita economia para sua empresa, já que a fidelidade dos colaboradores é algo muito valioso.

Qual a relação entre a liderança e a gestão comportamental?

Além de ser uma estratégia fundamental para a sua empresa, a Gestão Comportamental ajuda os líderes em diversos processos do dia a dia.

Ao gerenciar uma equipe, conflitos podem ser resolvidos mais facilmente quando temos conhecimento do perfil comportamental de cada colaborador. Assim, você pode identificar os motivos de estresse de cada um, as condições mais apropriadas para desenvolverem seus trabalhos, como gostam de ser recompensados e etc.

Essa estratégia também é fundamental para que os líderes possam fazer o gerenciamento por meio das competências comportamentais. Assim, é possível identificar as habilidades necessárias para uma função e as aptidões que um colaborador realmente tem.

A Gestão Comportamental é indispensável para atingir bons resultados rapidamente — por meio, principalmente, do aumento de produtividade — e aumentar a satisfação da equipe, diminuindo o turnover.

Por que uma pessoa é demitida pelo seu comportamento?

Como relatamos ao longo do texto, o comportamento é chave definidora quando o assunto é futuro dos funcionários. Por ele, você pode se destacar na empresa e ter um plano de carreira que levará longe. Por outro lado, se ele for ruim, pode trazer o maior pesadelo de qualquer trabalhador: a demissão.

Alguns fatores que podem pesar muito para a demissão por comportamento de um colaborador são:

  • problemas de comunicação com colegas e/ou superiores;
  • combinação ruim de esforço vs entregas;
  • frustração com a realidade do cargo;
  • falta de fit cultural.

Como reduzir os custos causados pela alta rotatividade?

Você pode reduzir custos causados pelo turnover planejando um processo seletivo detalhadamente. Para isso, você deve priorizar as soft skills, ou seja, as características que determinarão o comportamento do candidato e a sua adequação à cultura da empresa. 

Você pode estar se perguntando: como mensurar essas habilidade? Isso é possível por meio do mapeamento do perfil comportamental. Assim, você previne a repetição do processo de recrutamento — que tem várias etapas e requer muito tempo — e as demissões voluntárias. 

Quando um candidato tem um perfil que combina com o da empresa, seu objetivo se torna permanecer nela.

Muitas vezes, aplicar todo esse conceito no seu trabalho diário pode ser algo difícil por diversas razões. Você pode sentir a falta de boas ferramentas que podem ser usadas para ajudar a registrar, entender e evoluir os colaboradores por exemplo, certo?

Pode ser que, em sua empresa, os profissionais de RH estejam precisando de ajuda, pois estão sobrecarregados de trabalho, problemas e conflitos dentro da empresa. Mas simplesmente não dão conta de “apagar todo o incêndio” sozinhos.

Além disso, na maioria das vezes o setor de RH ainda é bastante analógico no modo como funciona. Em alguns casos, eles não costumam ter pessoas interessadas em fazer muita interação com novas tecnologias e aplicativos criados para gestores.

Isso é um problema, pois uma gestão hi-tech é fundamental para qualquer empresa atualmente. O uso da tecnologia serve para potencializar as tarefas que só podem ser desenvolvidas por pessoas.

Por causa da importância que essas organizações dão ao recrutamento e à manutenção estratégica de seus colaboradores, elas acabam alcançando uma alta atratividade. Isso acontece porque as empresas miram em pontos de habilidade dos seus colaboradores, gerando uma enorme satisfação pelo trabalho realizado.

As empresas que já trabalham por meio da Gestão Comportamental estão na linha de frente do mundo dos negócios hoje. Agora que você já sabe da importância da análise do comportamento dentro do ambiente corporativo, baixe o nosso e-book sobre Inteligência Artificial e saiba como aplicá-la no RH!


3
Deixe um comentário

avatar
3 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
0 Comment authors
Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
trackback

[…] fim, a gestão comportamental é o elemento que une tecnologia e estratégia para resultados verdadeiramente eficazes. A análise […]

trackback

[…] contribuir para um bom clima organizacional é aprimorar as relações interpessoais. Por exemplo, por meio do perfil comportamental dá para identificar quem tem dificuldade em se comunicar. Sendo assim, é possível criar […]

trackback

[…] gestão comportamental surge como um meio de fazer a gestão de pessoas de uma forma mais estratégica e inteligente. O […]