Análise comportamental: conheça as vantagens para as MPEs

Tempo de leitura: 5 minutos

Abrir uma empresa, organizar processos seletivos, contratar colaboradores, promover treinamentos e, pouco tempo depois… demiti-los! Soa familiar para você?  Micro e Pequenas Empresas (ou MPEs) sofrem ainda mais impacto com a alta taxa de rotatividade, já que a perda de um colaborador pode gerar grandes transtornos para além dos custos envolvidos no processo de demissão e contratação. Você sabia que uma análise comportamental pode reduzir significativamente esses problemas e, consequentemente, os custos dentro da sua organização?

A maioria das demissões acontece devido ao comportamento, e não ao currículo. Ainda que uma entrevista possa dizer um pouco sobre os futuros colaboradores, sabemos que não é 100% eficaz. Atualmente é possível ter informações muito mais precisas e confiáveis por meio de softwares de RH e Gestão Comportamental.

Através dos mapeamentos comportamentais realizados nesses softwares, você vai descobrir quais são as competências e tendências comportamentais de cada indivíduo, o que vai te ajudar a fazer contratações mais assertivas, promover treinamentos mais eficientes, desenvolver lideranças e uma gestão de pessoas mais eficaz. Tire suas dúvidas com este artigo que preparamos para você!

Por que a análise comportamental é importante para as MPEs?

Como citamos acima, a maioria das demissões ocorrem devido ao comportamento, que quer dizer a maneira como a pessoa reage às situações. Muitas vezes ela tem todas as capacidades técnicas para uma vaga, mas não se adequa ao que a empresa precisa para que a sua performance seja a melhor possível em determinada função.

O motivo é simples: quando uma organização vai contratar um novo colaborador, o ideal é que, além de desempenhar bem as suas atividades, ele esteja adequado ao ambiente e ao time em que irá trabalhar. Mas sem aplicar um teste de perfil comportamental, não é possível identificar se o candidato conta com as características essenciais. Por exemplo, se você é uma pessoa multitarefas, mas o cargo exige mais foco e detalhismo, você dificilmente irá se encaixar bem nessa função, certo?

Por outro lado, esse tipo de análise te ajuda a desenvolver uma gestão de pessoas voltada para o comportamento. Isso quer dizer que, com os dados do mapeamento comportamental em mãos, você poderá atuar para o desenvolvimento de competências, remanejar os colaboradores para funções mais adequadas e promover treinamentos mais eficientes, por exemplo.

Tudo isso irá colaborar para um melhor rendimento da equipe, o que, com certeza, vai impactar na produtividade da empresa. Além, é claro, de te ajudar a reduzir os custos com contratações erradas, que você pode calcular em nossa ferramenta gratuita aqui!

Quais informações são fornecidas em um teste de perfil comportamental?

Sabemos que as pessoas são diferentes. Cada uma tem suas experiências pessoais, história de vida e características próprias responsáveis por influenciar como elas se portam em cada época. Nesse sentido, um teste de perfil comportamental vai te ajudar a entender quais são as características mais marcantes no candidato ou colaborador de acordo com o seu perfil predominante, que pode estar entre  comunicador, executor, planejador e analista.

É importante procurar por um teste confiável e que gere relatórios inteligentes. Além de saber quais são as competências mais desenvolvidas da pessoa e as que precisam ser trabalhadas de acordo com a função, você também terá acesso a informações sobre como essa pessoa se sente em relação ao meio em que está. Alguns desses índices são o IEM (Índice de Exigência do Meio) e o IA (Índice de Aproveitamento), por exemplo.

O IEM vai te indicar como a pessoa está sentindo a pressão que o ambiente exerce sobre ela. Para alguns perfis, como o executor por exemplo, a pressão funciona como um desafio, auxiliando a produtividade, então é importante que o IEM esteja mais alto. Já no caso do analista, o desempenho pode ser prejudicado por uma pressão muito alta.

Já o IA evidencia o quanto o colaborador acredita que seus talentos estão sendo aproveitados pela empresa. Logo, se ele está desempenhando um trabalho que não tem a ver com o que ele acredita que faz de melhor, o índice estará baixo e alguma providência pode ser tomada para que o profissional melhore o seu desempenho.

Com essas informações em mãos, o RH pode atuar em conjunto com as lideranças para selecionar as pessoas certas para as vagas certas e desenvolver a Gestão Comportamental, trazendo melhores resultados para a empresa.

Qual ferramenta usar em uma PME para fazer análise comportamental?

Sabemos que as micro e pequenas empresas contam com um número limitado de recursos e mão de obra. Então, é importante procurar por uma tecnologia que leve assertividade, otimize o tempo e te ajude a reduzir os custos em sua organização.

Os testes comportamentais são uma ótima alternativa para você que busca ter resultados cada vez melhores em sua MPE através da análise do comportamento. Eles são aplicados através de uma ferramenta assessment, e é importante que você pesquise com cuidado por um sistema que seja confiável e certificado.

Agora que você já entende a importância de conhecer bem os seus colaboradores através da análise comportamental para estar um passo à frente, quer saber ainda mais sobre o assunto para otimizar sua gestão de pessoas? Clique aqui e baixe nosso ebook gratuitamente!

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of