5 dicas para evitar o esgotamento profissional em meio a pressão

Tempo de leitura: 3 minutos

Como você se sente depois de um dia de trabalho? Exaustão muscular e emocional, cansaço excessivo e dor de cabeça são alguns dos sintomas que podem surgir na sua rotina, principalmente quando ela exige muito de você. Eles também são associados comumente ao estresse do cotidiano, mas podem ser um sinal para o esgotamento profissional.

Ele, que também é conhecido como Síndrome de Burnout, é resultado de uma jornada de trabalho desgastante e cumulativa, que impede a recuperação diária do organismo. A correria no dia a dia profissional é normal, contudo, a mente e o corpo precisam de uma trégua para que não entrem em colapso.

Se os sintomas descritos acima fazem parte da sua rotina, cuidado! Fique atento às dicas abaixo e evite o esgotamento profissional em meio à pressão!

1. Aprenda a delegar tarefas

Gestores muito atarefados geralmente sofrem por causa da centralização das tarefas. O receio de delegar trabalho aos demais membros da equipe tem um preço, que vai desde o descumprimento de prazos até o esgotamento profissional. Se você não precisasse de uma equipe, seria o único funcionário da empresa, concorda?

https://drive.google.com/file/d/1N-Hh7HWo8yWcyp0VtLm5Yk1qenYYebi-/view?usp=sharing

Para delegar tarefas com eficiência, você precisa conhecer os membros da sua equipe. Seja claro em suas orientações e defina prazos. Dê o suporte para remover os obstáculos e acompanhe a realização das atividades.

2. Faça a gestão do seu tempo

A Síndrome de Burnout também pode ser evitada por meio de uma boa administração do seu tempo. Organize a sua rotina para conseguir realizar as tarefas estratégicas da empresa, sempre de forma organizada e otimizada. Liste os seus compromissos e diferencie o que é urgente de importante.

Use ferramentas de organização e execute uma tarefa de cada vez, sempre buscando manter uma rotina.

3. Evite o perfeccionismo

O perfeccionismo pode levar à frustração. A mania de organização, a dedicação extrema às tarefas e o desejo de ver tudo sempre impecável e perfeito podem esgotar você profissionalmente. Para mudar esse pensamento, é preciso trabalhar constantemente a mente. Em vez de olhar os detalhes, experimente admirar o todo.

Entenda que as pessoas são diferentes e elas podem apresentar resultados distintos para o mesmo propósito. Estabeleça um padrão de qualidade e seja mais tolerante consigo e com os demais.

4. Separe um tempo para si

Por mais que os problemas da empresa precisem ser resolvidos, o dia tem 24 horas e uma parte dele deve ser dedicada a você. Depois de um dia longo de trabalho, o corpo necessita de uma pausa para descansar. Praticar atividades físicas, estudar ou adotar um passatempo são modos de relaxar o organismo.

Outro ponto importante é a qualidade do seu sono. Durma a quantidade necessária de horas para que a sua mente e o seu corpo estejam sempre dispostos.

5. Saiba como administrar o estresse

O ambiente corporativo nem sempre é fácil, não é? Os prazos, as metas e os desafios que fazem parte do cotidiano podem tirar você do sério e despertar o estresse, uma resposta fisiológica, psicológica e comportamental.

Para administrá-lo, é preciso se conscientizar de que o maior prejudicado é o seu organismo. Identifique quais são os motivos que levam você ao estresse e trabalhe para que esses fatores sejam minimizados.

Evitar o esgotamento profissional permite que você mantenha a saúde e, ao mesmo tempo, não prejudique a sua carreira. Isso também colabora para que você conserve uma postura adequada no ambiente corporativo e seja um líder eficiente.

E por falar sobre atitudes, conheça neste texto 5 delas que diferenciam chefes de líderes. Confira!


Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of